viruszikaA Direcção-Geral de Saúde alertou para os cuidados a ter com o vírus Zika, nomeadamente para pessoas que pretendem viajar para os países afectados .

A DGS emitiu um comunicado no seu sítio com o intuito de proteger os cidadãos portugueses do vírus Zika. Aconselhou também a todas as pessoas que pretendem viajar para países afectados que contactem um médico antes de o fazerem, em especial as mulheres grávidas.

O vírus Zika é transmitido pela picada de mosquito e já foram registados vários casos de doença em países como o Brasil, Cabo Verde, Colômbia, El Salvador, Fiji, Guatemala, México, Nova Caledónia, Panamá, Paraguai, Porto Rico, Samoa, Ilhas Salomão, Suriname, Vanuatu, Venezuela, Martinica, Guiana Francesa e Honduras.

A Direcção-Geral de Saúde aconselha também a todos os viajantes nesses países que sigam os conselhos das autoridades locais, usem repelente e roupas que cubram a pele para diminuir a “exposição corporal à picada.

Em Portugal foram já identificados quatro casos, “a evoluir favoravelmente”, de pessoas infectadas que estiveram recentemente no Brasil.

Se alguma pessoa que tenha viajado para Portugal, depois de ter estado num destes países e sinta febre, erupções cutâneas, dores nas articulações, conjuntivite ou dores de cabeça, deve contactar a Linha Saúde 24 (808 24 24 24), e posteriormente especificar o local onde esteve.

Todas as mulheres grávidas que estiveram num destes países afectados pelo vírus Zika deve contactar um médico, mesmo sem ter qualquer sintoma da doença.

Pin It