O primeiro-ministro António Costa anunciou hoje a decisão de permitir que o País possa avançar para a próxima fase de desconfinamento, excepção feita a um total de 11 concelhos que, devido aos números da incidência da pandemia por SARS-Cov2, vão continuar com regras diferenciadas dos demais. Assim, há sete concelhos — Alandroal, Albufeira, Beja, Carregal do Sal, Figueira da Foz, Marinha Grande e Penela — que mantém as regras de confinamento que têm conhecido nas últimas duas semanas, havendo mesmo quatro concelhos — Moura, Odemira, Portimão e Rio Maior — que recuam para regras mais apertadas de confinamento, passando a uma situação que contempla nomeadamente esplanadas fechadas e apenas venda ao postigo, e isto devido ao elevado número de casos (mais de 240 mil por 100 mil habitantes).

Frisando que "a forma de garantir que o País continua numa boa direção e que a cada 15 dias pode seguir em frente no plano é garantir que todos cumpram as regras", António Costa justificou assim as medidas de excepção que irão ser tomadas para os concelhos acima referidos, sendo que, em todos os outros, e já a partir de segunda-feira, iremos assistir ao regresso às aulas dos alunos do ensino secundário e superior, a reabertura das salas de espectáculo e cinema, também das lojas dos centros comerciais que passam a poder abrir ao público, do mesmo modo que as Lojas do Cidadão voltam ao regime de atendimento presencial.

Desconfinamento 01

Refira-se que a reabertura dos estabelecimentos de ensino irá acontecer a nível nacional e nem os concelhos agora apontados como de excepção irão ter medidas diferenciadas neste capítulo. Apesar de tudo, António Costa deixou claro que o risco relativo à pandemia "ainda é muito elevado", sendo necessária uma "monitorização rigorosa no conjunto das medidas" agora anunciadas.

Assim, e para os concelhos agora apontados em que os números impedem seguir o rumo do desconfinamento, o primeiro-ministro deixou claro que será necessário manter uma apertada vigilância, obrigando mesmo a que as pessoas desses concelhos tenham a maior contenção na circulação e nos contactos sociais", o que resultará mesmo na proibição do trânsito entre aqueles concelhos e os demais concelhos, nomedamente os que lhe fazem fronteira.

Portugal vai prosseguir entretanto o plano de vacinação que, segundo António Costa, está a decorrer “nos parâmetros normais", havendo a expectativa do Governo que toda a população com mais de 70 anos possa estar vacinada até ao final do corrente mês de Abril.

AntonioCosta

LusoNotícias
 

InstagramLN Botao

Pin It