A capacidade de resposta do Grupo Germano de Sousa à Pandemia de COVID-19 viu o seu esforço reconhecido pela atribuição do Prémio Saúde Sustentável, no critério de avaliação Impacto Populacional, uma iniciativa do Jornal de Negócios e da Sanofi que, ao longo das oito edições já realizadas, tem divulgado e incentivado boas práticas para a sustentabilidade da saúde em Portugal.

A edição deste ano foi dedicada à partilha das Boas Práticas em contexto de COVID-19, com o objetivo de reconhecer e distinguir projetos ou instituições que se destacaram na luta contra a pandemia que enfrentamos. Este Prémio, que tem o Alto Patrocínio do Presidente da República e do Ministério da Saúde, contou com a presença do ex-Presidente da República Jorge Sampaio como presidente do Júri, ele que presidiu à sessão de abertura da cerimónia de entrega de prémios que decorreu esta terça-feira no Museu do Oriente em Lisboa, evento que contou ainda com a presença do Secretário de Estado da Saúde na sessão de encerramento.

A atribuição do Prémio Saúde Sustentável no critério de avaliação Impacto Populacional assenta na participação do Grupo Germano de Sousa na testagem em grande escala da população desde as fases iniciais da pandemia, na rapidez e qualidades desses mesmos métodos de diagnóstico e respetiva articulação com as autoridades de saúde, bem como o profissionalismo e o zelo dos mais de 1000 profissionais especializados envolvidos.

GermanoSousa 01

O Grupo Germano de Sousa, que manteve ainda todos os postos de trabalho do laboratório, apesar do fecho da maioria dos 450 postos de colheita em todo o país, permitiu com todo este envolvimento e o respectivo compromisso diversas metas agora apontadas:

  • A realização de mais de 437.000 testes, o que correspondeu a 14,52% da testagem nacional;
  • Tempo médio de resposta para os testes 21h34m;
  • Taxa de positividade de 6,14%, representando 26,70% de todos os positivos detetados a nível nacional;
  • Postos COVID-19 em 64 concelhos do país com 169 postos de colheita
  • 61 centros de COVID-19, em articulação com Câmaras Municipais, ARS e hospitais públicos e privados
  • 9.000 testes realizados em lares de idosos;

Por todo o seu trabalho e, naturalmente também por toda esta resposta em contexto de pandemia, os Laboratórios do Centro de Medicina Laboratorial Germano de Sousa são hoje como desde há muito uma referência a nível nacional nas áreas da Patologia Clínica e Análises Clínicas em inovação, qualidade e rigor. Com cerca de 450 pontos de colheita em todo o país, o grupo tem investido continuamente no desenvolvimento científico e tecnológico, de forma a estar sempre na linha da frente do diagnóstico laboratorial e é notório o seu contributo para o sector da saúde em Portugal.

O reconhecimento através da atribuição deste prémio reforça o compromisso do Grupo Germano de Sousa no acompanhamento contínuo dos desafios e evolução nas áreas da Patologia Clínica e Análises Clínicas em inovação, qualidade e rigor, colocando à disposição dos médicos e da população esse conhecimento.

Pin It