Com os dias de Outono a permitirem as temperaturas mais baixas e as condições normalmente propícias para o aparecimento das constipações e gripes, o medo da infeção por SARS-CoV-2, o tão falada Covid-19, aumenta entre todos e a necessidade de distinguir as infeções respiratórias. Entra aqui em cena o Painel Respiratório Biofire, disponibilizado pelo Grupo Germano de Sousa, capaz de distinguir a infeção por SARS-CoV-2 de outras infeções respiratórias com resultados obtidos em 24 horas através de um diagnóstico correto e de confiança, num período de tempo clinicamente relevante e um tratamento mais eficaz para o doente.

Disponibilizado pelo Grupo Germano de Sousa o Painel Respiratório Biofire com 23 Alvos (19 vírus e 4 bactérias) permite diferenciar a infeção por SARS-CoV-2 (Doença de COVID-19) de outras infeções respiratórias sazonais e integra o conjunto de testes que diariamente o Grupo Germano de Sousa disponibiliza à população nos seus postos de colheita.

No atual contexto em que tem vindo a aumentar o número de casos positivos de SARS-CoV-2 no nosso país e com o regresso à normalidade por parte da população no que respeita às rotinas de trabalho e atividade escolar, a época da gripe vem criar novos desafios, em que as infeções gripais tipicamente comuns podem ser confundidas com o vírus de SARS-CoV-2, dada a sintomatologia semelhante.

zaragatoas 01

O Painel Respiratório Biofire, já disponível em todos os postos de colheita do Grupo Germano de Sousa afirma-se capaz de fornecer esta resposta clínica em 24h após a sua realização. Com um procedimento simples e rápido, através de zaragatoa nasofaríngea, despista 23 Alvos (19 vírus e 4 bactérias), apresentando uma sensibilidade global de 97,4% e uma especificidade de 99,4%. Despista a presença de SARS-CoV-2 ou outros vírus como o adenovírus, coronavírus 229E, HKU1, NL63, OC43, síndrome respiratória por coronavírus do médio oriente (MERS-CoV), metapneumovirus hum, rinovírus/enterovirus h, influenza A, A/H1, A/H3, A/H1 – 2009, B e parainfluenza 1,2,3 e 4. No que respeita a bactérias, despista a presença de bordetella pertussis e parapertussis, chlamydia pneumoniae e mycoplasma pneumoniae.

Deste modo, a patologia vem dar resposta ao que clinicamente não é possível distinguir e nos casos clínicos negativos para SARS-CoV-2, saber qual o vírus/bactéria que está a causar aquele quadro clínico, assegurando um diagnóstico correto e de confiança, num período de tempo clinicamente relevante para um tratamento mais eficaz para o doente.

zaragatoas 03

Com a disponibilização do Painel Respiratório Biofire, os Laboratórios Germano de Sousa vêm reforçar o seu contributo para o sector da saúde em Portugal, colocando ao dispor dos médicos e da população o mais avançado conhecimento que a sua equipa de Patologistas Clínicos tem vindo a desenvolver sobre o novo coronavírus (SARS-CoV-2). 

Restará referir a propósito do Grupo Germano de Sousa que é tido como uma referência a nível nacional nas áreas da Patologia Clínica e Análises Clínicas, possuindo cerca de 450 pontos de colheita incluindo 57 postos específicos para a COVID-19 em todo o país, nos quais, desde o início da pandemia, tem realizado testes de diagnóstico, determinantes para o controlo da doença e para a proteção da população.

Germano de Sousa 01

LusoNotícias

Pin It