Os CTT apresentam esta segunda-feira, dia 12 de outubro, uma emissão filatélica que assinala o centenário do início do primeiro curso de pilotagem na Granja do Marquês, em Sintra, entre o mar e a serra.

A Escola Militar de Aviação de Vila Nova da Rainha, transferida a 20 de fevereiro de 1920 para Sintra, iniciou a atividade na área de instrução onde muitos puderam realizar a sua vocação militar alcançando capacidades únicas e onde muitos tripulantes puderam tornar o seu sonho realidade. Em 1939, fruto da reorganização da Aeronáutica, foi designada Base Aérea nº 1, tendo desde então vindo a acumular experiência, conhecimento e saber aeronáutico nas suas múltiplas facetas, contribuindo para a formação dos primeiros pilotos civis em Portugal e representado um capital acrescido da Aeronáutica Militar para a sua transformação em Força Aérea Portuguesa, em 1952.

A Granja do Marquês acompanhou ao longo destes 100 anos a evolução da aviação, tornando-se numa referência, pela especificidade das componentes de Instrução e Ensino, Operações e Património, estando representada por isso mesmo, nesta emissão filatélica que os CTT hoje apresentam.

Segundo o Tenente-General, António Mimoso e Carvalho, “a Granja do Marquês pelo seu honroso passado e vivências, constitui-se como um incontornável património imaterial, pelo repositório de princípios e cadeia de valores, padrões referenciais identitários da Força Aérea, através da Base Aérea n.º 1 como fiel depositária do património histórico e herdeira das tradições aeronáuticas da Aviação Militar/Força Aérea Portuguesa em Sintra, da Academia da Força Aérea e do Museu do Ar”.

“Como espaço aeronáutico mítico ao continuar a forjar o espírito de Missão nas novas gerações, mantém e eleva o que une e distingue, assegurando um valor transcendente transmissível para o futuro”, disse.

Esta emissão filatélica é composta por dois selos com uma tiragem de 100.000 exemplares cada e os valores faciais de 0,53€ e 1,00€ e um bloco filatélico com um selo com uma tiragem de 35.000 exemplares e o valor de 2,5€.

O design esteve a cargo do Folk Design. As obliterações de primeiro dia serão feitas nas lojas dos Restauradores em Lisboa, Munícipio II no Porto, Zarco no Funchal, Antero de Quental em Ponta Delgada e Loja CTT Sintra.

Pin It