Já foram encontrados os destroços do helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) que caiu no final da tarde deste sábado na serra de Santa Justa, em Valongo, um acidente que vitimou quatro pessoas que viajavam naquele helicóptero depois de terem feito o transporte de uma doente de Bragança para o Hospital de São João, na cidade do Porto.

Os quatro ocupantes do helicóptero de emergência médica que desapareceu dos radares pouco depois das 18h30 foram encontrados dois deles junto aos destroços da aeronave no seu interior, tendo os outros dois sido projectados para o exterior do helicóptero, ao que tudo indica no momento da queda do mesmo. A confirmação da descoberta dos destroços do helicóptero e das vítimas foi dada pelo presidente da Câmara de Valongo, José Manuel Ribeiro, sendo que às primeiras horas desta madrugada procedia-se ao resgate dos corpos das vítimas.

Entretanto, e sem adiantar as causas do acidente, o INEM confirmou em comunicado a ocorrência de quatro vítimas mortais na sequência da queda do helicóptero de emergência médica em Valongo. 

“O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) informa que foi localizado, cerca das 01:30, o helicóptero de emergência médica que se encontrava desaparecido. A aeronave em questão foi localizada na serra de Pias, concelho de Valongo, havendo a lamentar a ocorrência de quatro vítimas mortais”, dá conta o comunicado do INEM divulgado pouco depois das 02h00 da madrugada deste Domingo.

Na localização da aeronave foram encontrados cabos de alta tensão danificados pelo que, ao que tudo indica, poderá ter sido a colisão do helicóptero com aqueles cabos que terá provocado a queda de que resultou a morte dos quatro ocupantes da aeronave que fazia a viagem entre o Porto e Macedo de Cavaleiros. Será importante dar conta de que à hora em que o acidente terá ocorrido verificavam-se “condições meteorológicas bastante adversas”, nomeadamente um nevoeiro muito denso. 

“Caberá às autoridades competentes desenvolver um inquérito para apurar com detalhe as causas do acidente, cujos contornos não são ainda neste momento conhecidos”, acrescenta o comunicado do INEM.

Um dado que entretanto fica desde já por esclarecer é o motivo pelo qual o helicóptero desapareceu dos radares por volta das 18h30 e só duas horas depois a Autoridade Nacional de Protecção Civil recebeu o alerta para este acidente, uma situação por certo a esclarecer ou pelo menos a exigir respostas cabais nas próximas horas.

Pin It