×

Mensagem

Failed loading XML...

Netta, a artista israelita, sagrou-se esta noite vencedora do Festival Eurovisão da Canção 2018 e deu ao seu país a quarta vitória na competição com a interpretação de “Toy”, num evento realizado no Altice Arena, em Lisboa, onde a música de Portugal, “Jardim”, interpretada por Isaura e Cláudia Pascoal ficou no último lugar com apenas 39 pontos.

Quanto à vencedora, Netta conquistou 529 pontos naquela que foi uma final renhida e cheia de emoção. Organizado pela European Broadcasting Union (EBU) e tendo a RTP – Rádio e Televisão de Portugal como estação anfitriã, esta foi a 63ª edição do concurso musical. Os 26 países que atuaram na Grande Final, cada um representando uma estação pública da Europa bem assim como uma estação da Austrália, deram um espetáculo deslumbrante na cidade anfitriã, Lisboa, no Altice Arena completamente esgotado com 11.300 espectadores que ali assistiram às actuações dos vários artistas.

Salvador Sobral, vencedor da edição 2017 do Festival Eurovisão da Canção e que dias antes havia criticado fortemente a música de Israel, teve que entregar o troféu a Netta, ao jeito de passagem de testemunho, dando a Israel a oportunidade de receber o concurso em 2019. O segundo lugar foi entregue a Eleni Foureira, representante do Chipre com a sua canção “Fuego”, que conquistou 436 pontos. Em terceiro lugar ficou Cesár Sampson, representante da Áustria, que conquistou 342 pontos com a canção “Nobody But You”, a música que venceu a votação dos júris dos vários países.

O Festival Eurovisão da Canção 2018 foi exibido em 46 países e transmitido ao vivo para todo o mundo. A edição deste ano incluiu um palco espetacular com um design baseado no casco de um navio. Tendo como slogan “All Aboard”, o Festival Eurovisão da Canção 2018 marcou a primeira vez que Portugal acolheu o concurso. Em 2017, 53 anos depois de Portugal se juntar à competição, Salvador Sobral deu a primeira vitória ao país com a música “Amar Pelos Dois”.

No final de todo o evento, Jon Ola Sand, Supervisor Executivo do Festival Eurovisão da Canção, deu conta da enorme satisfação sentida pela forma como correu todo o espectáculo: “A EBU está fascinada com a competição deste ano. Foi um ano marcante, em que Portugal igualou o número recorde de participantes, e não poderia ter havido uma altura melhor para Lisboa acolher a Eurovisão. Nunca foi tão importante como hoje a capacidade do concurso unir e entreter as pessoas de todo o mundo, e ser um marco do serviço público. A atuação de Netta hoje à noite mostrou tudo isto ao conquistar tanto o público na arena como o público em casa.”

Para além das canções a concurso, a Grande Final do concurso, transmitida em direto pela RTP1, mostrou ao mundo a música portuguesa, com uma atuação inédita que juntou pela primeira vez em palco as fadistas Ana Moura e Mariza. Este momento marcante foi seguido pelo tradicional desfile de bandeiras, feito ao som dos Beatbombers, campeões mundiais de scratch, havendo ainda tempo para a presença em palco do DJ Branko e dos seus convidados numa viagem pela lusofonia, bem assim como uma atuação de Salvador Sobral com Caetano Veloso com ambos a interpretarem “Amar Pelos Dois”.

O resultado final de cada país foi decidido pelo televoto e pelos júris nacionais dos 43 países participantes, com um peso igual. Os 26 finalistas que actuaram na Grande Final foram decididos nas duas semifinais de 8 e 10 de Maio, e para a final seis países estiveram automaticamente qualificados: França, Alemanha, Itália, Espanha, Reino Unido e Portugal.

fotos: ©Eurovisão

Pin It