Foi na passada sexta feira, dia 18 de Outubro, que o sempre icónico Coliseu de Lisboa teve lotação esgotada para o rapper Sam the Kid, ele que depois de 10 anos subiu finalmente ao palco em nome próprio, em jeito de “estar no seu quarto em Chelas”, espalhando magia na noite de Lisboa. Sam the Kid iniciou a sua carreira em 1999, ano em que lançou o primeiro disco, tendo desde então, enquanto rapper e produtor, conquistado já uma verdadeira legião de fãs.

A abertura do concerto esteve a cargo do seu pai Napoleão Mira, declamando “Entre(tanto)”, o primeiro trabalho do filho. E foi uma entrada bonita, emotiva, na voz poderosa do pai do artista, acompanhado pela orquestra e pelos músicos dos Orelha Negra (banda da qual Sam The Kid faz parte).

Do alinhamento, produzido no seu “quarto” fizeram parte os temas “A Partir de Agora”, “Decisões”, “PSP”, “O Recado”, “À Procura da Perfeita Repetição” e “Hereditário”, entre outros, com convidados como NBC, Xeg e Sanryse, ainda com Amaura e David Cruz enquanto vozes soul de apoio, e ainda entre os convidados Carlão e SP Deville e Mundo Segundo, rapper e produtor do Porto.

DSC02960

DSC03161

DSC03775

DSC03124

Com tempo para recordar alguns episódios trágicos que lhe levaram companheiros de Chelas, a actuação foi decorrendo por entre canções que, com 20 anos, estão perfeitamente atualizadas, e instrumentais que não perderam força ao serem adaptados, sem ter faltado em momento algum a força das palavras na critica à sociedade, surgindo a título de exemplo algumas menções aos senhorios.

Ao longo da noite passaram inúmeras imagens de vídeo que, aliás, Sam The Kid tem usado na sua plataforma digital TV Chelas, para lançar conteúdos inéditos do seu arquivo, que se confundem com a própria história do hip hop em Portugal. Pelo meio, ao vivo, o rapper mostrou algumas fotografias e gravações antes de encerrar a noite com “Poetas de Karaoke”, aquele que é provavelmente o seu maior single de sempre.

O fecho surgiu em definitivo com “Sendo Assim”, a mais recente faixa a solo, incluída no álbum “Mechelas”, editado no ano passado com produção do artista. E apesar dos pedidos para um encore, a cortina do placo desceu e não voltou a subir, sendo que a bem da verdade, e depois deste grande concerto, também não teria que ter subido. Afinal, Sam The Kid regressa aos palcos já em Novembro, no Porto, a 8 de Novembro, para um espectáculo que, depois deste a que assistimos, recomendamos claramente que assistam à actuação na Invicta. Dia 8 de Novembro... a não perder!

texto: Ana Cristina Augusto

DSC03375

DSC03964

DSC04664

DSC04730

Pin It