Chegou ao final este sábado mais uma edição, a 13ª, do festival NOS Alive no Passeio Marítimo de Algés, um evento que mesmo com uma programação este ano de menor impacto face a anos anteriores, conseguiu manter o seu nível de excelência justificando em absoluto todos os elogios que lhe são feitos a cada edição pelos festivaleiros que o acompanham ano após ano, afinal eles os maiores juízes sobre a qualidade do evento da Everything is New realizado, como sempre, onde Lisboa acaba e Oeiras começa.

No último dia do NOS Alive, com os The Smhashing Pumpkins e os The Chemical Brothers como os cabeça-de-cartaz, a fechar o programa no Palco NOS, por onde também passaram os brilhantes Bon Iver e um inspirado Tom Walker, depois das “hostilidades” no palco principal do Alive terem sido “abertas” pelos portugueses The Gift logo seguidos dos espanhóis Vetusta Morla.

1907013 NOSAlive TheGift 06

1907013 NOSAlive VetustaMorla 07

1907013 NOSAlive BonIver 39

Sónia Tavares com os The Gift mereceram em absoluto os primeiros aplausos da tarde, num dia em que desde muito cedo se percebeu que o Passeio Marítimo de Algés iria conhecer uma verdadeira enchente e de forma continuada ao longo do dia, afinal algo que ainda não se tinha verificado nos dois dias anteriores do festival.

Os fãs dos The Smashing Pumpkins, conhecedores dos sons e dos temas desta banda norte-americana de Chicago, vibraram com a prestação de Billy Corgan e seus pares, tal como aconteceu depois com os britânicos The Chemical Brothers – Tom Rowlands e Ed Simons –, mas o ponto alto da noite acabou por se verificar, claro está no nosso entender, num palco porventura “menos provável”: o Palco Comédia, com a presença por ali de Manuel João Vieira e os Ena Pá 2000.

1907013 NOSAlive TheSmashingPumpkins 10

1907013 NOSAlive TheSmashingPumpkins 14

1907013 NOSAlive TheSmashingPumpkins 16

Com o espaço destinado ao Palco Comédia “à pinha”, sem espaço para mais ninguém, e com o arruamento em frente àquele palco repleto de fãs, a procurarem ouvir o som que vinha da prestação desta mítica banda que ali pôde celebrar os seus 35 anos de carreira, ficou claro que era mesmo por ali que os festivaleiros encontravam o ponto alto deste derradeiro dia do NOS Alive.

Um pouco ao lado, Sérgio Praia e os Variações, no palco do EDP Fado Café, também eles chamavam a si os aplausos (merecidos) permitidos pelo público, que assim foi queimando os últimos cartuchos de um festival que fechou com chave de ouro, deixando já saudades até à edição de 2020, a tal que trará ao Palco NOS o regresso dos Da Weasel.

Num festival tradicionalmente visitado por grandes nomes da música mundial, como aconteceu este ano logo no primeiro dia com os The Cure, ficou claro que os portugueses também sabem dar cartas, como aconteceu com os Ornatos Violeta no primeiro dia, os The Gift este sábado, ou os sempre imprevisíveis Ena Pá 2000.

190713 NOSAlive EnaPa2000 0048

190713 NOSAlive EnaPa2000 0209

190713 NOSAlive EnaPa2000 0438

Resta deixar os aplausos pelo sucesso desta edição de 2019 do Alive, ficando a aguardar pelos nomes que irão ser anunciados até ao regresso dos festivaleiros ao Passeio Marítimo de Algés no próximo ano, algo que acontecerá nos dias 9, 10 e 11 de Julho. Até lá... mantenham-se Alive!

texto: Ana Cristina Augusto e Jorge Reis
fotos: © NOS Alive / Arlindo Camacho e Nuno Conceição

Pin It