×

Mensagem

Failed loading XML...

À beira de iniciar uma nova digressão, apelidada de “Jeans”, que arrancará no próximo dia 17 de Agosto no Rio de Janeiro, a brasileira Paula Fernandes permitiu duas noites de boa música e bom espectáculo no Salão Preto e Prata do Casino Estoril, espectáculos em que procurou alguma comunicação com o público com quem interagiu em pleno quando resolveu passear por entre a plateia permitindo selfies com inúmeros fãs e cantarolando com muitos as suas músicas conhecidas pela grande maioria daqueles que a aplaudiram ao logo das duas horas em que esteve em palco.

Depois de esgotar em pouco tempo o primeiro dia do espectáculo concebido para Portugal e agendado para a passada quarta-feira 1 de Agosto, isto apesar dos bilhetes disponíveis terem tido preços entre os 40 e os 95 euros, rapidamente foi marcada uma segunda data para o dia seguinte e, segundo acabou por revelar a própria cantora, ainda foi equacionada a possibilidade de uma terceira data, algo que acabou por não ser possível pela necessidade de Paula Fernandes regressar ao Brasil. Certo é que o público acarinhou a cantora, não lhe poupou aplausos e, mesmo a espaços com pouca energia, aplaudiu e cantou as músicas que Paula Fernandes trouxe até ao palco do Salão Preto e Prata.

De forma simples, ela e o seu violão acompanhada dos seus músicos, Paula Fernandes entrou em palco vestida de forma simples, com jeans e camisa de ganga, tendo mesmo a determinada altura optado por ficar descalça em palco para gingar o corpo ao ritmo das suas próprias músicas. Com os cabelos longos a comporem a imagem desta mulher de 33 anos sem dúvida bonita, a música foi chegando a partir do palco com um alinhamento onde foi possível encontrar temas como “Pronta para você”, “Tem que ser você”, “Jeans”, “Não precisa”, “Thousand years” e “Sensações”, mas também “Pra você”, “Quando a chuva”, “Cartas”, “Amei te ver” e “Beijo bom”.

A meio da noite, um “medley” permitiu unir os temas “Mineirinha”, “Apaixonado por você” e “Debaixo do cacho”, prosseguindo a prestação de Paula Fernandes como temas como “Amargurado”, “Sem você”, “Ainda ontem chorei de saudade”, “Desculpe mas eu vou chorar”, espaço ainda um novo “medley” agora de baladas, com passagem por temas como “Cuidar mais de mim”, “Um ser amor” e “Eu sem você”, aqui com Paula Fernandes a receber o seu convidado da noite, o português Mickael Carreira que interpretou este tema em dueto concluído com os dois artistas a trocarem elogios, nomeadamente Mickael Carreira a dar conta da admiração que sempre manteve pela cantora brasileira, mesmo antes de a conhecer e de ambos desenvolverem uma amizade que hoje os liga.

Em jeito de brincadeira (só poderia ser), o cantor português lá deixou a confissão que a ligação a Paula Fernandes se torna mais difícil por ela ser “muito feia”, um comentário que arrancou algumas gargalhadas do público e a resposta da própria cantora brasileira, apontando Mickael Carreira também como... “muito feio”.

O espectáculo de Paula Fernandes entrava assim no seu último terço, com os temas “Medley dos Xotes”, “Meu dengo”, “Traidor”, “Piração” e “Pássaro de fogo”, tema que permitiu espaço para um “encore” com “Malandragem” e “Se o coração viajar”.

Prestes a arrancar com mais uma tournée, Paula Fernandes, que aos 33 anos leva já 26 anos de carreira, apresentou assim um espectáculo construído com temas simples que falam ao coração, disponíveis para serem cantados pelos fãs, seja ali na plateia do Salão Preto e Prata, mas também no carro a caminho de casa ou no dia seguinte no escritório enquanto o chefe não aparece. Tendo cumprido a promessa de que iria descer até junto do público português, entre o qual garantiu sentir-se à vontade, Paula Fernandes conseguiu assim uma exibição bem conseguida num espaço que é já um pouco seu, tal tem sido a forma como sempre foi recebida no Casino Estoril.

No dia seguinte ao da reportagem do canal de Cultura do LusoNotícias, Paula Fernandes voltou a assinar novo espectáculo pleno de empatia com o público do Casino, provando afinal que porventura mais até do que no Brasil, em Portugal a cantora está realmente em sua casa, ou não fossem os portugueses mestres na arte de bem receber aqueles de que gostam. Afinal, de Paula Fernandes os portugueses gostam... e muito!

reportagem: Jorge Reis 

Pin It