×

Mensagem

Failed loading XML... attributes construct error Couldn't find end of Start Tag rss line 1 Extra content at the end of the document

Neste ano de 2018 em que os britânicos Morcheeba irão ser protagonistas de alguns espectáculos em Portugal para dar conta do seu novo álbum, o arranque desta “mini-tournée” lusa aconteceu no passado dia 20 do corrente mês de Junho no Salão Preto e Prata do Casino Estoril, no regresso a Portugal de uma banda britânica que marcou gerações e que por ali apresentou “Blaze Away”, trabalho lançado recentemente.

Sorridentes, bem dispostos e animados, receberam o público do Casino do Estoril com energia, tendo Skye Edwards deixado um primeiro apelo ao público em jeito de desafio logo após o tema de abertura do espectáculo: “So guys? Stand up and dance!”

A cantora, detentora de uma voz única, brincou com o público exibindo a sua “saia” esvoaçante e perguntando se gostavam, dado ser uma criação dela. Pelo meio houve tempo para recordar exibições passadas, de alguns anos atrás , muitos segundo o duo, quando, confessaram entre risos, consumiam marijuana, coisa que actualmente garantem já não fazer. E porque o tempo é de Mundial de futebol na Rússia, o duo não perdoou ainda o apontamento futebolistico com uma pergunta: “So Portugal, are you going to win the Cup?”

180620 Morcheeba 002

180620 Morcheeba 001

180620 Morcheeba 003

O alinhamento do concerto apresentou temas do novo album mas também de outros albuns recentes como “Never Undo”, “Friction”, “Otherwise”, “Never na easy away” ou “Blaze away”, bem assim como “The sea”, “Part of the process”, “Blood like lemonade”, “Trigger hippy, Light of gold” ou “It’s summertime”. Do inesquecível David Bowie foi interpretado também “Let’s dance”, fechando a noite (ou quase) com “Blindfold” e “Let me see”.

O encore contou com o tema “Sweet LA”, encerrando com a cereja no topo do bolo, a inesquecível “Rome”, para deleite de um público ávido do tom inconfundível de Skye Edwards.

Actualmente, Skye Edwards e Ross Godfrey são os únicos membros da banda original que surgiu em meados dos anos 90, tendo alcançado sucesso através dos temas que integram inúmeras sonoridades, como a eletrónica, o rock alternativo e o trip hop. Após grande sucesso com os  albuns “Who Can You Trust?”, “Big Calm” ou “Fragments of Freedom”, a banda viria a separar-se em 2003 devido a divergências entre a cantora e os restantes elementos que formavam os Morcheeba. Foi assim preciso aguardar uma longa pausa até que pudesse acontecer o reencontro, no ano de 2010, altura em que foram lançados dois albuns — “Blood Like Lemonade”, em 2010, e “Head Up High”, em 2013.

180620 Morcheeba 004

180620 Morcheeba 005

180620 Morcheeba 007

Em 2014, Paul Godfrey abandona os Morcheeba, tendo Ross Godfrey e Skye decidido lançar no mercado o album “Skye & Ross”, sob o nome da dupla. Nesta época começaram a tocar ao vivo de forma acústica, mas depois integraram outros membros na banda: o filho de Sky Edwards, Jaega, foi tocar bateria, mas também o seu marido, Steve Gordon, foi tocar baixo. Ainda por essa altura, a mulher de Ross Godfrey, Amanda Zamolo, fez vozes de apoio, para uma formação que, já no corrente ano, e sob a chancela do nome Morcheeba, lança o disco “Blaze Away”, no passado dia 1 de Junho.

E porque este é de algum modo o “ano português” para os Morcheeba, para quem não pôde ir ao Casino do Estoril terá ainda oportunidade de ouvir esta banda no Festival do Crato deste ano, um evento que irá decorrer de 29 de Agosto a 1 de Setembro.

texto: Ana Cristina Augusto
fotos: ©Casino Estoril

180620 Morcheeba 008

180620 Morcheeba 010

180620 Morcheeba 012

180620 Morcheeba 013

180620 Morcheeba 015

Pin It