×

Mensagem

Failed loading XML...

Maria João Quadros e António Vasco Moraes são os nomes em cartaz para uma noite de fado no Lounge D do Casino Estoril, agendada para a próxima quarta-feira, 6 de Junho, pelas 22 horas, num espectáculo em que aqueles dois nomes deverão subir ao palco do Lounge D acompanhados por Diogo Lucena Quadros e Francisco Gaspar, nas guitarras, e Luís Roquette, na viola, propondo um espectáculo para o qual a entrada será livre.

Sobre os dois nomes em palco para esta noite, e começando por Maria João Quadros, estamos perante alguém que é, há muitos anos, figura de proa no meio fadista. Nos retiros e nas casas de fado, Maria João foi construindo, a cada noite e em cada actuação, um prestígio que a coloca actualmente entre as mais importantes figuras do Fado. Foi aliás esse prestígio que permitiu que compositores brasileiros de primeira linha se reunissem à sua volta para fazer um disco de “fados” que juntasse o melhor da canção portuguesa com o melhor da música popular brasileira.

Seduzidos pela emissão da sua voz que é absolutamente única e rara, mesmo no meio do fado, e pela sua alma onde o fado é soberano, Ivan Lins, Francis Hime, Zeca Baleiro, Chico César e Olivia Byington, entre muitos outros, deitaram mãos à obra a esta tarefa de fazer fados para uma fadista castiça e verdadeira.

Fado MariaJoaoQuadros

Fado AntonioVascoMoraes

Já em relação a António Vasco Moraes, nasceu em Lisboa onde começou a cantar fado aos 18 anos, ainda como amador. De então para cá, tem sido figura constante no mundo do fado há mais de vinte anos. Aliás, quem frequenta as casas de fado viu-o fazer parte dos elencos de algumas das mais importantes, como por exemplo o Clube de Fado, Velho Páteo de Santana, Taverna do Embuçado ou Mesa de Frades.

O protagonismo que foi ganhando, não só nas casas de fado mas também em muitas apresentações em Portugal e no estrangeiro, fê-lo experimentar o teatro musicado e, com tal sucesso, que o levou a actuar em grandes salas, entre as quais o Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, com encenação de Ricardo Pais, também o Teatro Villaret, com encenação de Tiago Torres da Silva, ou ainda o Teatro Politeama, com encenação de Filipe La Féria. António Vasco Moraes tem dois CDs editados, concretamente “Saudade” (2011) e “Silêncio” (2016).

Em Junho, o ciclo de noites de fados continua em destaque no Lounge D, com o grupo Fado Marialva a apresentar-se no dia 13, num ciclo que irá permitir ainda que Maura e Rodrigo Costa Félix possam subir ao palco dia 20. Ainda no Lounge D do Casino Estoril, Diana Vilarinho e Gonçalo Castelbranco actuam no dia 27, sempre em espectáculos com entrada livre e que a única limitação em termos de acesso resulta dos imperativos legais que obrigam a que o acesso aos espaços do Casino Estoril seja reservado a maiores de 18 anos.

©LusoCultura

CasinoEstoril LoungeD 001

Pin It