RefugiadosSirios01Um naufrágio no Mar Mediterrâneo, ao largo da costa do Egipto fez com que 400 migrantes estejam dados como desaparecidos , não havendo esperanças quanto à sua sobrevivência.

Os meios de socorro intervieram prontamente, porém apenas 30 migrantes foram salvos, dos 400 presentes entre as quatro embarcações que tentavam chegar ao Velho Continente, de acordo com a imprensa local.

Os sobreviventes terão sido levados para a Grécia. A maioria dos migrantes tem origem na Eritreia, na Etiópia e na Somália, países assolados pela fome e pela guerra.

Já a guarda costeira italiana confirmou o resgate de 108 migrantes e seis corpos de uma embarcação de borracha e noutro relatório foi indicado que 33 migrantes foram salvos.

O presidente italiano, Sergio Mattarella chamou a atenção para a necessidade de reflectir perante outra tragédia no Mediterrâneo “na qual parecem ter morrido centenas de pessoas”.

Pin It