No dia em que Benfica e Sporting se encontram de novo, agora em jogo referente à caminhada para a final do Jamor da Taça de Portugal, o LusoGolo recorda-lhe com o recurso às imagens do fotojornalista Luís Moreira Duarte o que foi o dérbi do passado domingo, em jogo da 20ª jornada da Liga NOS, quando o Benfica foi a Alvalade vencer o eterno rival verde e branco por um claro 2-4, num jogo em que o Benfica foi realmente superior e em que os adeptos do Sporting “brindaram” o técnico holandês Marcel Keiser com centenas de lenços brancos a partir da bancada, deixando claro que a exibição descolorida dos "leões" não agradadou de modo nenhum aos perto de 45 mil sportinguistas que estiveram neste final de semana nas bancadas do Estádio de Alvalade.

Apesar da rivalidade “eterna” entre Sporting e Benfica, este ano ainda mais acesa depois de alguns “bate bocas” entre os presidentes dos dois clubes, com Frederico Varandas, por parte do Sporting, a vir a público atacar deliberadamente o seu homólogo do Benfica, que por via disso nem tão pouco quis ocupar o seu lugar na bancada presidencial de Alvalade. “Bocas” à parte, a verdade é que nos adeptos tudo correu bem e não houve notícia de qualquer problema entre as claques dos dois clubes que torceram pelas suas equipas dentro das normas previstas para este tipo de situações.

Quanto ao jogo, o Benfica dominou, marcou bem cedo adiantando-se no marcador e, a partir daí, só teve que gerir a vantagem. O primeiro golo foi apontado por Seferovic aos 11 minutos. João Félix, depois de um primeira tentativa de também ele marcar, com um golo anulado pelo VAR, marcou mesmo aos 36', respondendo o Sporting com um golo de Bruno Fernandes aos 43'.

No segundo tempo, quando se poderia esperar que o Sporting entrasse em campo determinado em chegar ao empate e virar o rumo dos acontecimentos, a verdade é que o Benfica continuou a dominar e marcou o terceiro golo bem cedo, logo aos 47', por Rúben Dias, ficando claro que seriam os “encarnados“ a partir para um segundo tempo bem mais eficaz. Pizzi, aos 73', fez o quarto golo para o Benfica, na transformação de uma grande penalidade a castigar uma falta de Renan Ribeiro sobre João Félix — o guarda-redes do Sporting ainda adivinhou o lado para o qual Pizzi rematou, parou a bola, mas acabou por permitir que esta lhe fugisse das mãos e terminasse dentro da baliza, acabando Renan por ser uma vez mais penalizado já que tinha sido já ele a cometer a falta para o castigo máximo.

Depois deste resultado, o Benfica manteve-se claramente na corrida pelo título, mais ainda quando, logo depois deste jogo em Alvalade, o FC Porto empatava em Guimarães frente ao Vitória (0-0) perdendo assim dois pontos e ficando com uma vantagem agora apenas de três pontos sobre o clube da Luz, num campeonato cada vez mais ao rubro. Já do lado do Sporting, com esta derrota, terá ficado irremediavelmente comprometida a luta pelo título, isto porque os “leões” estão já a 11 pontos do FC Porto, a oito do Benfica e a sete do Sporting de Braga, o terceiro classificado.

Para o jogo desta quarta-feira entre Benfica e Sporting, os “encarnados” não poderão contar com o guarda-redes Odysseas, expulso aos 85 minutos depois de uma falta para grande penalidade cometida sobre Bas Dost, juntando-se assim o guarda-redes a Jonas e Fejsa que, lesionados, também não poderão dar o seu contributo à equipa de Bruno Lage.

Já do lado do Sporting, o grande ausente no dérbi desta quarta-feira será Nani, ele que saiu ao intervalo do jogo de Alvalade, e que entretanto foi dado como lesionado no grupo de trabalho dos "leões", pelo que Keiser terá que encontrar uma solução para o lugar do “capitão” do Sporting, podendo a escolha recair sobre Marcos Acuña que poderá ser chamado à posição de extremo esquerdo, com Jefferson enquanto lateral.

texto: Jorge Reis
fotos: Luís Moreira Duarte

Pin It