Prosseguiu este sábado no Parque Tejo Trancão o programa da Semana Académica de Lisboa, festival de música organizada pela Associação Académica de Lisboa que continou neste segundo dia do evento a dar conta de situações inesperadas que não abonaram em nada à melhor imagem da organização do festival. E se no primeiro dia ficaram claras algumas falhas logísticas na organização, que provocaram o atraso no arranque do programa musical previsto, neste segundo dia surgiram cancelamentos por parte de nomes fortes do cartaz. Estes cancelamentos começaram por causar surpresa, e acabaram a provocar uma sequência de comunicados, dos músicos, da organização e de empresas ligadas ao evento, todos a procurarem dar explicações para as confusões que por certo ninguém pretenderia, num evento que acabou por ser salvo pelos músicos que cumpriram o programa, aqueles que levaram a animação ao público que acorreu neste segundo dia ao agradável recinto do Parque Tejo Trancão.

Controverso e polémico, este segundo dia da Semana Académica de Lisboa (SAL) começou bem antes da abertura do recinto e logo através da rede social Instagram, com duas notícias particularmente desagradáveis para muitos: dois dos concertos mais aguardados do dia foram cancelados poucas horas antes do que estava agendado. Primeiro Bispo, e mais tarde também Papillon, ambos anunciavam em stories nos seus perfis do Instagram o cancelamento das respetivas atuações neste segundo dia da SAL, justificando este cancelamento devido a um “incumprimento contratual por parte da organização”, segundo as palavras de ambos os músicos.

IMG 5742 IMG 5741

Com comunicados em tudo semelhantes, Bispo e Papillon aproveitaram ainda os mesmos stories para agradecer aos que compraram bilhete para os ver, pedindo a compreensão dos fãs perante a situação. A notícia apanhou todos os interessados neste festival musical para o mundo académica em completa surpresa, com poucas explicações e muitos rumores, alguns até a dar conta de outros cancelamentos que não se verificaram, ficando para mais tarde as explicações, as quais nem sequer apareceram na sua totalidade, surgindo apenas mais um comunicado da parte da organização da Semana Académica a confirmar o cancelamento “por questões logísticas”.

Ao LusoNotícias, fonte da organização deste evento explicou que “infelizmente, por questões logísticas, os concertos do Bispo e Papillon foram cancelados”, e acrescentou: “Estamos já a agilizar a devolução dos bilhetes com todas pessoas que se deslocaram ou que pretendiam deslocar-se à SAL com o propósito de assistir a estes concertos.”

IMG 5743 IMG 5744

Ao mesmo tempo, e porque o espectáculo tem que continuar, a música fez-se ouvir graças uma vez mais ao DJ Vodzy, ele que tal como na véspera abriu o palco já depois do sol se pôr, desta vez com a sua plateia muito mais bem composta do que no dia anterior por volta da mesma hora. E foi já com a música a fazer-se ouvir no recinto do Parque Tejo Trancão que surgiu novo comunicado, agora da parte da Semana Académica de Lisboa e também através de uma story no Instagram, em jeito de resposta aos cancelamentos anunciados por Bispo e Papillon.

Com dois grandes nomes subtraídos do cartaz, foi finalmente publicado um comunicado nas redes sociais do evento a afirmar que, apesar dos concertos de Bispo e de Papillon terem sido cancelados, o evento continuaria a ter a melhor animação, sendo que iria continuar com os restantes nomes agendados para animar a noite, nomeadamente Giulia Be, Yasmine e DJs Rich & Mendes. O comunicado da SAL referia ainda a possibilidade de ser feita a devolução do valor do bilhete, ou a troca do mesmo para o próximo fim de semana para quem assim preferisse. No entanto, o que gerou controvérsia foi o facto de que quem se encontrava no recinto só poderia solicitar reembolso até às 22h30, sendo que o comunicado foi publicado por volta das 22h15, deixando uma margem de tempo muito curta para qualquer reacção por parte dos estudantes já no recinto.

Enfim Yasmine entrou em palco. A artista reconheceu que estava a ser uma noite difícil, mas defendeu a organização do evento dizendo saber que fizeram o que estava ao seu alcance para que tudo corresse da melhor maneira possível. A cantora prometeu que iria trazer de volta a diversão, e assim o fez com a sua presença carismática que aqueceu o coração da plateia e colocou toda a gente a dançar e a cantar.

Novamente a representar o Brasil neste festival, tivemos no segundo dia Giulia Be, uma jovem artista muito talentosa com temas de sucesso em português, inglês e espanhol, que veio acompanhada da sua banda composta somente por “mulheres maravilhosas”, como as apresentou. A artista transmitiu mensagens de otimismo desde o momento em que entrou no palco. Mencionou, tal como Yasmine, que a noite não estava a ser exatamente aquilo que era esperado, mas disse acreditar que tudo acontece por alguma razão e que no fim dá tudo certo.

Giulia cantou “(Não) Era Amor”, “Pessoa Certa Hora Errada”, “Inesquecível” e “Menina Solta”, sendo esta última a música mais ouvida em Portugal no ano de 2020. Foi ainda apresentado “Aviso de Amigo”, tema recentemente indicado ao Grammy Latino.

Já perto do fim, Giulia disse ter uma surpresa para os fãs e foi buscar uma bandeira de Portugal. Este foi o seu último concerto da tourné no país para o qual a cantora diz ter um lugar especial no seu coração.

No segundo dia desta Semana Académica de Lisboa, sem dúvida já marcado pela polémica e que muito irá ainda certamente dar que falar, a noite acabou ao som dos DJs Rich & Mendes, eles que permitiram a partir do palco os seus ritmos, com o condão de tornar quase literalmente impossível a quem os ouve de ficar parado, como que contagiados pelo movimento de acordo com o ritmo musical.

Afinal de contas, num dia em que muitos terão tido a oportunidade de “desistir” deste evento, os que ficaram até ao fim foram recompensados com um espetáculo incomparável.

Afinal, como Giulia Be havia deixado em jeito de previsão, no fim deu tudo certo. É que apesar de ter sido um dia conturbado, marcado pela troca de comunicados nas redes sociais com ausências fortes do cartaz do evento, os artistas que atuaram levaram a sério a responsabilidade de animar o público e fizeram valer a pena a permanência daqueles que ficaram no Parque Tejo Trancão. E na próxima quinta-feira há mais animação nesta SAL2023... pelo menos assim esperamos!

reportagem:
Ana Júlia Santos
Diogo Faria Reis (fotos)
Pin It