tapA empresa ANA-Aeroportos de Portugal recusar voltar a pagar a taxa turística à Câmara Municipal de Lisboa em 2016, ao contrário do que fez este ano .

Em declarações à agência Lusa, uma fonte da empresa deixou clara a intenção da ANA: “Não. Para o próximo ano, a Câmara de Lisboa tem de arranjar outra solução, porque a ANA não se compromete a pagar.”

De referir que a ANA assinou um acordo com a Câmara lisboeta para que a Taxa Turística fosse paga pela empresa e não cobrada individualmente a cada turista que escolha o avião como seu meio de transporte. O pagamento dessa taxa fixou-se num valor entre 3,6 a 4,4 milhões de euros.

A Taxa Turística baseia-se na premissa do pagamento de um euro por qualquer indivíduo que chegue ao aeroporto ou ao porto de Lisboa, assim como uma cobrança sobre as dormidas que para o próximo ano terá um valor acrescentado até sete euros.

No orçamento para 2016 da Câmara da capital portuguesa, a Taxa Turística continua presente e a autarquia prevê receitas no valor de cerca de 16 milhões de euros, ficando agora por se saber como pretende a autarquia cobrar a referida taxa, ou obrigar a ANA a cumprir com o acordo anteriormente estabelecido.

Pin It