Dois golos do capitão da Turma das Quinas, Cristiano Ronaldo, aos 45' e aos 72' minutos, numa partida em que o adversário, a selecção da Suécia, ficou desde o minuto 44 reduzida a 10 elementos depois da expulsão de Svensson por carga sobre João Moutinho, lance que resultou no segundo cartão amarelo e o consequente vermelho, permitiram a Portugal vencer o segundo golo desta fase de qualificação da Liga das Nações na qual Portugal soma já dois triunfos nos dois jogos disputados, isto depois de ter vencido a Croácia (4-1) no passado sábado no Estádio do Dragão.

Desta vez, em Solna, às portas de Estocolmo, a Selecção às ordens de Fernando Santos encontrou pela frente um conjunto nacional sueco, adversário mais complicado do que aquele contra quem jogou no último sábado e que não lhe permitiu tantas liberdades dentro das quatro linhas. Ainda assim, desta feita com Cristiano Ronaldo na equipa titular por troca com Diogo Jota, isto depois do CR7 não ter estado disponível no primeiro compromisso da Selecção, viria a ser exactamente o capitão da Turma das Quinas a fazer os golos, primeiro na transformação de um livre directo de forma irrepreensível, e depois com um remate fora da área já no segundo tempo.

Cristiano Ronaldo passa a somar 101 golos ao serviço da Selecção e pretende somar o maior número de golos pelo conjunto nacional de Portugal que lhe poderá permitir ser o jogador com mais golos em jogos de selecção.

Com dois jogos e duas vitórias, Portugal fica assim numa excelente posição na corrida à revalidação do título da Liga das Nações, tendo para já tantos pontos quantos aqueles que também tem a selecção da França, que se encontra no mesmo grupo de apuramento de Portugal.

Como curiosidade estatística, refira-se que Fernando Santos chamou a este jogo o mesmo “onze” que já tinha chamado ao jogo com a Croácia, excepção feita à opção que permitiu a titularidade a Cristiano Ronaldo por troca com Diogo Jota. Anthony Lopes foi o guarda-redes titular, relegando Rui Patrício para o banco, a defesa foi formada por Cancelo, Ruben Dias, Pepe e Raphael Guerreiro, Danilo no meio campo com João Moutinho e Bruno Fernandes, Bernardo Silva e João Félix nas alas e Cristiano Ronaldo na frente.

Um contratempo para a Turma das Quinas aconteceu ao minuto 22', quando Bernardo Silva surgiu lesionado, e para o seu lugar teve que entrar Gonçalo Guedes, num jogo em que Fernando Santos só viria a operar uma segunda alteração quando, ao minuto 81', chamou a jogo Diogo Jota por troca com Cristiano Ronaldo que já tinha resolvido o jogo.

CR7 soma assim 101 golos com a camisola da Selecção, encontrando-se a apenas oito golos do jogador mais goleador em jogos de Selecções, o iraniano Ali Daei que certamente estará a fazer contas aos dias que ainda terá esta marca em sua posse.

CristianoRonaldo 02

CristianoRonaldo 04

LusoGolo

Pin It