Um golo de André Silva ao minuto 49, depois de um excelente lance individual de Bruma concluído com uma assistência para o miolo da grande área da selecção de Itália, permitiu à selecção de Portugal garantir uma vitória e a consequente conquista dos primeiros três pontos na Liga das Nações, liderando desde já o Grupo 3 da Liga A daquela competição.

O triunfo sobre a Itália surge para Portugal 61 anos depois da última vitória conseguida sobre a selecção transalpina, agora garantido graças a uma exibição convincente e em que a Turma das Quinas foi claramente superior, frente a um conjunto italiano que raramente obrigou Rui Patrício a defesas dignas de realce. Já do outro lado, o guardião transalpino Donnarumma viu a bola bater na trave da sua baliza depois de um remate de Mário Rui que desviou em Cristante, teve ainda a ajuda de Romagnoli que tirou um golo sobre a linha de baliza após um remate de Bernardo Silva, e ao minuto 35' deveria ter sido assinalada uma grande penalidade por obstrução irregular de Criscito sobre Pizzi, num lance em que o árbitro deixou o castigo máximo por assinalar.

Portugal, que apresentou neste jogo o mesmo "onze" titular que já tinha apresentado na passada sexta-feira no jogo particular frente à Croácia, voltou a dar conta de um excelente futebol, com uma equipa jovem em que Bruma voltou a estar em evidência, acabando mesmo por se cotar como o melhor elemento em campo numa equipa em que elementos como Bernardo Silva e André Silva no ataque, William Carvalho aparecendo na posição oito à frente de Rúben Neves, e ainda Mário Rui e João Cancelo nos corredores laterais, foram os elementos que mais e melhor influenciaram o bom jogo de Portugal.

O golo de André Silva, 13º deste jogador em 28 internacionalizações pela Selecção AA, aos 49 minutos, acabou assim por permitir o triunfo sobre a Itália, o segundo em sete jogos oficiais com os transalpinos, sendo que a primeira vitória aconteceu há mais de 61 anos, a 26 de Maio de 1957, no Estádio Nacional, quando Portugal bateu a Itália por 3-0 em jogo da campanha de apuramento para o Mundial de 1958.

Num jogo em que Pepe foi distinguido por ter somado 100 jogos com a camisola das Quinas, tendo alinhado nesta partida ao lado de Rúben Dias, Fernando Santos fez alinhar no segundo tempo Renato Sanches, Gelson Martins e Sérgio Oliveira, que entraram respectivamente por troca com Pizzi, Bruma e William Carvalho, ficando claro o vasto leque de opções que o seleccionador de Portugal tem ao alcance quer para esta nova competição que é a Liga das Nações, quer para a fase de apuramento para o Campeonato da Europa em 2020, altura em que Portugal irá querer defender o título conquistado em França em 2016.

Refira-se ainda que após esta vitória no Estádio da Luz, perante mais de 50 mil adeptos — 52.635 —, Portugal garante desde já a liderança neste grupo da Liga das Nações, isto porque a Itália consentiu um empate (1-1) na recepção à Polónia na passada sexta-feira. Portugal soma três pontos em um jogo disputado, à frente da Polónia e da Itália, ambas com um ponto, sendo que a Itália tem já dois jogos efectuados.

texto: Jorge Reis
fotos: Luís Moreira Duarte

Pin It