José Mourinho é agora um treinador sem clube

O treinador português José Mourinho foi dispensado esta segunda-feira do comando técnico do Tottenham, clube inglês que o “Special One” orientava desde a temporada de 2019-2020. A notícia, já adiantada pelos jornais ingleses desta manhã, foi conhecida pouco depois do clube de Londres ter sido incluído no lote de 12 clubes fundadores da Superliga europeia, uma competição que coloca em oposição directa aqueles clubes com a UEFA e a FIFA, mas também com diversos jogadores e técnicos de primeiro nível do futebol internacional que não concordam com esta criação.

Certo é que o motivo colocado sobre a mesa para o despedimento de José Mourinho resultou dos maus resultados da turma londrina, com apenas uma vitória nos últimos seis jogos (três derrotas e dois empates), situação que terá determinado a decisão de Daniel Levy, o dono dos “spurs”. Desta feita, Mourinho deixa o Tottenham no 7.º lugar da Premier League, a quatro pontos da zona de acesso às competições europeias.

Recorde-se que depois de ter entrado a meio da temporada passada para o comando dos "spurs", Mourinho não viu satisfeita qualquer pretensão de contratação para a sua equipa tendo a administração dos “Spurs” recusado ir ao encontro das alegadas necessidades para o plantel apontadas pelo “Special One”. Deste modo, Mourinho deixa o clube londrino na final da Taça da Liga, marcada para o próximo domingo, isto numa temporada em que o Tottenham foi eliminado da Liga Europa e da Taça de Inglaterra.

Para trás ficam desta passagem de José Mourinho pelo comando técnico do Tottenham um total de 44 vitórias, 19 empates e 23 derrotas naquele que foi o oitavo clube do treinador português na sua carreira, depois de Benfica, União de Leiria, FC Porto, Chelsea, Inter Milão, Real Madrid e Manchester United.

LusoGolo
Pin It