Decorridas 24 horas sobre a chegada de Jorge Jesus a Portugal, onde irá treinar na próxima época a formação principal do Benfica, e são já 18 os jogadores que a Imprensa aponta ao grupo de trabalho do técnico para a próxima temporada, isto tendo em conta apenas os nomes mais “credíveis” ou até já contratados de entre os quais se destacam os nomes de Cavani, James Rodriguez e Bruno Henrique. Se somarmos a estes 18 atletas os 24 agora no plantel, ainda os 11 jogadores que estão a regressar dos empréstimos e mais sete jovens das escolas do Seixal que podem ser promovidos ao trabalho da equipa principal do Benfica, passam a ser 60 jogadores às ordens de Jesus... até ver!

Entre os jogadores apontados temos regressos à Luz, possíveis vindas de jogadores ex-sportinguistas e ex-portistas, nomes recrutados a partir da I Liga que agora chega ao fim e um grande contingente de jogadores brasileiros bem conhecidos do ex-treinador do Flamengo que já antes era apontado como apaixonado pelo futebol brasileiro, que conhecia à distância através das transmissões televisivas, e que no último ano passou a conhecer bem de perto a partir do banco da equipa do Maracanã bem como do trabalho no “ninho do urubu”.

Vejamos então os jogadores que a Imprensa aponta como alvos de interesse do Benfica de Jorge Jesus... e veremos quem é que, no final, irá vestir de águia ao peito. Para já contam-se 18 em baixo referidos por ordem alfabética... sendo que este é um daqueles “textos vivos” que levam obrigatória uma referência em rodapé...

Os 18 alvos para Luís Filipe Vieira

- Bruno Henrique – Avançado brasileiro do Flamengo (29 anos) que Jorge Jesus terá pedido expressamente ao Benfica para garantir o seu concurso e que estará interessado em viajar para a Europa onde, curiosamente, já jogou ao serviço dos alemães do Wolfsburg tendo disputado 17 jogos sem apontar qualquer golo.

- Cavani – Internacional uruguaio, de 33 anos, Edinson Cavani é um avançado actualmente sem clube depois de concluída a sua ligação aos franceses do Paris Saint Germain. Sendo porventura o alvo referido como “mais caro” entre aqueles que são apontados aos “encarnados”, a sua vontade em conseguir um clube em que seja a estrela principal que lhe garanta visibilidade na Liga dos Campeões para poder ser chamado a mais um Campeonato do Mundo pelo seu país poderá ser determinante para permitir ao Benfica contar com o jogador nas suas fileiras. 

- Everton Cebolinha – Avançado brasileiro de 24 anos, alinha pelo Grémio tendo sido apontado pelo próprio técnico Jorge Jesus como um dos melhores jogadores brasileiros a alinha na sua posição. Internacional pelo Brasil, Everton Cebolinha poderá utilizar o Benfica como porta de entrada para o futebol europeu, havendo mesmo quem refira a possibilidade dos “encarnados” colocarem o também brasileiro Pedrinho, já contratado ao Corinthians como “moeda de troca” para permitir o negócio com o Grémio. 

- Gaitan – Argentino bem conhecido dos benfiquistas, Nico Gaitan (32 anos) não conseguiu agarrar um lugar nos franceses do Lille de onde foi dispensado na sequência da paragem do futebol francês devido à pandemia do coronavírus. Encontra-se neste momento sem clube.

- Garay – Internacional argentino com história construída também no Benfica, Ezequiel Garay é neste momento um jogador sem clube depois de ter deixado os espanhóis do Valência, havendo indicações segundo as quais Jorge Jesus terá já dado o seu consentimento para que o clube da Luz possa acordar novo contrato com o jogador.

- Gerson – Médio do Flamengo de 23 anos, foi um dos elementos basilares do conjunto orientado por Jorge Jesus sendo por isso apontado como um dos futebolistas que o técnico pretenderia trazer consigo para o Benfica.

- Gilberto - Defesa lateral direito, alinha no Fluminense e é apontado aos 27 anos como podendo chegar ao Benfica para ser o concorrente directo na posição com André Almeida.

- Gustavo - Central do Flamengo, ou “zagueiro” como se diz do outro lado do Atlântico, Gustavo Henrique tem já 27 anos mas a idade não lhe retira condições para se assumir como um defesa central “à antiga” na sequência de outros jogadores que fizeram história no Benfica na mesma posição como Carlos Mozer ou mais recentemente Luisão.

- Helton Leite - Guarda-redes do Boavista, contam algumas crónicas que estará já garantido pelo Benfica para a próxima época podendo ser o concorrente directo ao lugar entre os postes que tem sido esta época do grego Vlackodhimos.

- James Rodriguez - Com 29 anos, o avançado internacional colombiano poderá não ter um acesso fácil ao Benfica, principalmente depois se ter assumido como portista e ter protagonizado um episódio na passagem que teve pelo Estádio da Luz ao serviço do Bayern de Munique quando levantou a mão aberta para os adeptos dos “encarnados” evocando a vitória do FC Porto sobre o Benfica por 5-0, merecendo mesmo um raspanete do benfiquista Jardel. Certo é que James está de regresso ao Real Madrid, não tem espaço no conjunto às ordens de Zidane e o facto do seu empresário ser o português Jorge Mendes coloca-o de forma mais fácil na órbitra do Benfica.

- Koch - Defesa central alemão de de 23 anos, milita no Friburgo e foi um jogador apontado pelo Benfica desde hºá algum tempo, quase desde o mesmo período em que os “encarnados” acordaram a contratação do também alemão Weigl.

- Leo Pereira - Defesa central do Flamengo de 24 anos, é um jogador particularmente apreciado por Jorge Jesus que gostaria de poder contar com um jogador para aquela posição que jogue com o pé esquerdo, característica que não abunda entre os alvos referenciados para o eixo da defesa na possivel formação do Benfica em 2020-2021.

- Lucas Veríssimo - Jorge Jesus tem boa opinião deste defesa central brasileiro de 25 anos, jogador do Santos que tem vindo a ser indicado como estando no radar do Benfica. Curiosamente, ao contrário do que chegou a ser dito em alguns jornais, este jogador é dextro e não canhoto, mas nem por isso ficarºa mais distante da vontade do clube da Luz.

- Pedrinho - Jogador brasileiro já contratado pelo Benfica ao Corinthians, Pedrinho é um avançado que actua preferencialmente como extremo direito, podendo aparecer no corredor esquerdo ou como médio ofensivo. Com 22 anos, o Benfica terá visto neste jovem esquerdino um jogador com uma considerável margem de progressão ainda que Jorge Jesus, quando ainda estava como técnico do Flamengo, referiu que no Brasil existiriam outros jogadores de igual valia para a mesma posição.

- Rafinha – De todos os jogadores falados para o Benfica em 2020-2021, Márcio Rafael, ou apenas Rafinha, é um dos elementos que poderá estar mais longe de chegar a vestir de águia ao peito, mesmo sendo um lateral-direito de qualidade que poderá servir na perfeição as pretensões de Jorge Jesus. Contudo, o facto de ter 34 anos, completando os 35 anos de idade no próximo mês de Setembro, poderá retirar grande parte do interesse dos “encarnados”.

- Rúben Semedo – Internacional português que tem uma carreira complicada nos últimos anos em Espanha, acabou por rumar à Grécia onde conseguiu recuperar o seu lugar ao serviço do Olympiakos. Formado no Sporting onde chegou proveniente do Futebol Benfica, jogou recentemente no Rio Ave antes de apostar no futebol grego, sendo apontado agora aos 26 anos para o lugar de defesa central no Benfica, mas também cobiçado no rival FC Porto.

- Slimani - Avançado argelino de 32 anos que alinha actualmente ao serviço dos ingleses do Leicester, construiu o seu nome no futebol português ao serviço do Sporting mas tem agora no horizonte o Benfica com a capacidade de recuperar na Luz uma carreira que conseguiu particularmente positiva no outro lado da segunda circular de verde e branco vestido.

- Tharemi – Mehdi Tharemi, de 28 anos cumpridos no passado dia 18, é avançado internacional iraniano que esteve atá agora ao serviço do Rio Ave e que terá despertado o interesse dos responsáveis do Benfica, mas também do FC Porto e do Sporting.

11 regressos dos empréstimos

Aos 16 jogadores referidos atrás será necessário somar pelo menos 11 jogadores que o Benfica vai receber nas próximas semanas depois de todos eles terem deixado o grupo de trabalho do Benfica por empréstimo para outros clubes e cuja ligação a esses clubes termina agora com o final das temporadas desportivas, levando a que após o final dos empréstimos possam os jogadres em causa regressar ao grupo de trabalho às ordens de Jorge Jesus.

Assim, entre os elementos que estiveram emprestados na última temporada e que poderão regressar ao estádio da Luz, encontram-se nomes bem conhecidos dos adeptos do Benfica como o médio internacional grego Fejsa que, depois de ter estado emprestado aos espanhóis do Alavés, deverá regressar ao Benfica já que o clube espanhol não exerceu o direito de opção após o empréstimo.

Mas há mais jogadores que deverão regressar ao Benfica depois dos empréstimos que terminam no final da corrente época que Jorge Jesus terá que assumir ou encontrar uma continuidade para os muitos atletas emprestados, nomeadamente...

Fejsa (ex-Alavés); Krovinovic (West Bromwich Albion); Caio Júnior (Sharjah League UAE); Alfa Semedo (Nothingham Forest); Diogo Gonçalves (Famalicão); Bruno Varela (Ajax); Christian Lema (Newells Old Boys); Pedro Pereira (Bristol); Yony Gonzalez (Corinthians); Facundo Ferreyra (Espanhol); Jhander Cádiz (Dijon).

24 jogadores à mercê da vassoura

A somar aos nome dos reforços possíveis e aos muitos jogadores emprestados pelo Benfica e que deverão ver o seu futuro imediato resolvido, Jorge Jesus terá que dar uma resposta ao desejo de continuidade com a águia ao peito de jogadores que garantiram um estatuto de mais ou menos titulares com Rui Vitória, Bruno Lage e recentemente Nélson Veríssimo.

Estão entre estes jogadores os guarda-redes Vlachodimos, Zlobin e Svilar; os defesas Grimaldo, Nuno Tavares, Rúben Dias, Ferro, Jardel, Tomás Tavares e André Almeida, ainda os médios Weigl, Samaris, Gabriel, Florentino, Taarabt, Rafa, Cervi, Zivkovic e Pizzi, e ainda os avançados Jota, Seferovic, Vinicius, Chiquinho e Diego Souza, 24 elementos que pretenderão lugares activos entre as escolhas de Jorge Jesus mesmo sabendo que nem todos, porventura poucos, irão aguentar o desejo de revolução expresso por Jorge Jesus para o seu grupo de trabalho.

Escolhidos os reforços, passada a vassoura pelo balneário para retirar de lá os jogadores que não contam para Jorge Jesus, o técnico do Benficas terá ainda a missão de projectar alguns jovens jogadores que, formados no Seixal, possam dar continuidade aos bons resultados da formação na Academia do Seixal, de onde saíram nomes como Bernardo Silva, Renato Sanches ou mais recentemente João Félix.

Sete jóias da coroa a apurar no Seixal 

Para garantir de forma mais fácil um cantinho no coração dos adeptos do Benfica, Jorge Jesus terá que conseguiu rentabilizar uma ou outra jóia da coroa, tendo por isso um conjunto de jogadores que vão querer mostrar trabalho e qualidade, como o jovem Gonçalo Ramos que ainda esta terça-feira apontou dois golos frente ao Desportivo das Aves no seu jogo de estreia pela equipa principal do Benfica.

Assim, e além de Gonçalo Ramos, Jorge Jesus terá que ter em consideração nomes de jovens jogadores como João Ferreira, Morato, Rafael Brito, Paulo Bernardo, Tiago Dantas e Tiago Araújo, jogadores da equipa B e dos sub-23 que neste final de época têm trabalhado lado a lado com o grupo principal às ordens de Nélson Veríssimo.

Em resumo, se somarmos os 18 nomes “apontados” ao Benfica os 11 jogadores emprestados que estão de volta e os 24 jogadores que estão pela Luz, temos já 53 nomes, que passam para 60 se pensarmos nos sete jovens que vão querer lutar por um lugar ao sol, passando a ser essa cifra, 60, um ponto de partida para crescer em face dos nomes que irão ainda ser relacionados com o Benfica, e descer até aos 23, 24 ou 25 jogadores que farão em termos práticos o número final de atleta no grupo de trabalho às ordens do técnico Jorge Jesus. Camos estar cá para ver e contar-lhe tudo...

Jorge Reis
(...em Actualização)

Pin It