Depois de ter sido noticiado por toda a Imprensa ao longo do dia desta segunda-feira que a Direcção do Sporting, presidida por Bruno de Carvalho, após ter convocado esta tarde todo o grupo de trabalho do futebol profissional do clube para o Estádio de Alvalade, teria determinado a suspensão da equipa técnica liderada por Jorge Jesus, o LusoGolo está em condições de adiantar que o presidente leonino terá proposto ao treinador o estabelecimento de novos patamares salariais, o que resulta, em termos práticos, na suspensão do contrato actualmente existente.

Jorge Jesus, que aufere um vencimento de quatro milhões de euros líquidos por época, deverá agora, segundo Bruno de Carvalho, assumir a sua quota parte de responsabilidade para que, nos dois anos que ainda tem de contrato, possa receber bem menos do que aquilo que tem recebido até agora.

Basicamente, Bruno de Carvalho, que ao início da noite negou aos jornalistas ter suspendido a equipa técnica de Jorge Jesus, pretende que o treinador responda pelo falhanço de vários objectivos estabelecidos para esta temporada, nomeadamente a conquista do título e o apuramento para a milionária Liga dos Campeões, sem a qual o clube de Alvalade perde desde logo o acesso a mais de 20 milhões de euros. O problema neste cenário é que Jorge Jesus não estará disponível a permitir uma redução contratual a meio do período em que este se encontra em vigor.

O presidente leonino, porém, sem o encaixe dos milhões da Champions, pretende agora que Jesus permita que possa ser reduzido o impacto dos falhanços desportivos, podendo com isso chamar para si a simpatia dos próprios adeptos do clube que estarão disponíveis para também eles exigirem a Jesus que possa ter um vencimento mais baixo, seguindo a vontade de Bruno de Carvalho. Este, em termos práticos, não estará a suspender a equipa técnica, como rapidamente foi dito ao longo da tarde de hoje, mas pretende, de facto, suspender os contratos da equipa técnica na forma (e nos montantes) como os mesmos estão estabelecidos. A intenção de suspender os contratos foi ainda assim transmitida verbalmente, podendo vir a motivar um processo formal a ser desenvolvido ao longo do dia de amanhã, terça-feira.

Recorde-se que tudo isto acontece a poucos dias de ser disputada a Final da Taça de Portugal contra o Desportivo das Aves, havendo alguns rumores em Alvalade que apontam para a eventualidade de Jorge Jesus poder estar na alçada de um processo disciplinar, podendo o Sporting via a apresentar ao seu ainda treinador uma nota de culpa durante todo o dia de amanhã.

Ao que o LusoGolo conseguiu apurar, Jorge Jesus terá mesmo abandonado a reunião em Alvalade depois de ter tomado conhecimento da decisão de Bruno de Carvalho relativo ao estabelecimento de novo contrato, tendo os dois capitães da equipa de futebol, o guarda-redes Rui Patrício e o médio William Carvalho, deixado claro a sua solidariedade para com o treinador, numa posição de confronto directo relativo ao próprio presidente leonino.

JR

Pin It