Um empate sem golos foi o resultado final do jogo deste sábado entre Sporting e Benfica, no Estádio José de Alvalade, em Lisboa, um resultado que permitiu ao FC Porto festejar o título de campeão nacional de futebol antes mesmo de entrar em campo nesta 33ª jornada da I Liga, algo que deverá acontecer amanhã no Estádio do Dragão quando a turma azul-e-branca receber o Feirense.

Independentemente do resultado do jogo entre leões e águias, os dragões precisavam apenas de um ponto, algo que deixou de ser necessário a partir do momento em que nenhum dos rivais de Lisboa conseguiram somar os três pontos do jogo deste final de dia no qual o Benfica teve um primeiro tempo de domínio quase absoluto, e em que o Sporting conseguiu equilibrar o rumo das coisas na etapa complementar.

Mesmo sem golos, o jogo entre Sporting e Benfica foi particularmente interessante, tendo começado a ser disputado logo na forma como Jorge Jesus, do lado do Sporting, e Rui Vitória, por parte do Benfica, deram conta dos "onzes" com que iriam procurar fazer valer os respectivos argumentos. Na equipa da casa, Bryan Ruiz foi chamado à titularidade quando se esperava que a opção de Jorge Jesus recaísse sobre Acuña. Rui Vitória, porém, conseguia surpreender ainda mais, isto porque apresentou um "onze" com Fejsa e Samaris no "onze" titular, deixando Salvio e Jonas no banco e mantendo a aposta em Raul Jiménez.

Curiosamente, Rui Vitória dava conta no primeiro tempo de conseguir ser melhor estratega do que o seu adversário Jorge Jesus, e este viu mesmo a equipa do Sporting ser empurrada até às cordas conforme foi chegando o intervalo. Por duas vezes o Benfica conseguiu levar a bola à base dos postes da baliza à guarda de Rui Patrício, uma das quais com o guardião leonino a fazer uma defesa de enorme nível, chegando o intervalo com os adeptos do Sporting a darem graças por a sua equipa ter conseguido manter a igualdade sem golos face a um adversário empenhado como foi até àquela altura o conjunto do Benfica.

Só que a determinação que o Sporting não conseguiu evidenciar até ao intervalo, acabou por a encontrar na etapa complementar, também muito por culpa de alguma quebra de produtividade do Benfica. A equipa da casa conseguiu segurar mais o meio-campo, o jogo passou a ser mais discutido e dividido, acabando as suas equipas por levar o jogo até ao final sem golos para uma afinal justa divisão de pontos.

Carlos Xistra, o árbitro do jogo, e Hufo Miguel, que neste jogo agiu enquanto vídeoárbitro, não tiveram as melhores soluções, dividindo os erros para os dois lados, por um lado permitindo que ficasse por assinalar uma grande penalidade evidente de Rúben Dias sobre Bas Dost, depois deixando de exibir cartões vermelhos directos a Rúben Dias, do Benfica, mas também a Bruno Fernandes, do Sporting, chegando o jogo ao final com um empate sem golos que acaba por ser vantajoso para a turma leonina, que assim ascendeu ao segundo lugar do campeonato.

No final do jogo, cada uma das equipas procurou festar com as respectivsa claques esta divisão de pontos, com o Benfica a sair de Alvalade com um empate de sabor amargo, isto porque acabou por perder o derradeiro objectivo da época que era garantir o segundo lugar e o apuramento para o play-off da Liga dos Campeões da UEFA. Jorge Jesus e Rui Vitória, os dois técnicos em campo, acabaram por analisar o jogo de formas bem distintas, com o primeiro a deixar os parabéns ao FC Porto pelo título para os "dragões" que resultou deste empate, enquanto que o segundo, a falar com o coração, teve um discurso menos simpático e nada polido, disparando críticas em direcção à arbitragem de Carlos Xistra garantindo que o campeonato ainda não acabou, deixando claro que está ainda à espera do trabalho dos outros, neste caso do Marítimo, para conseguir aquilo que ele próprio não conseguiu sozinho.

Na próxima jornada, e depois do título entregue ao FC Porto com 26 vitórias, quatro empates e duas derrotas, está em aberto a luta pelo segundo lugar no campeonato da I Liga, luta em redor da qual o Benfica joga em casa com o Moreirense, enquanto que o Sporting viaja até ao Marítimo para jogar com a turma insular.

reportagem: Jorge Reis e Luís Moreira Duarte (fotos)

Pin It