×

Mensagem

Failed loading XML... Entity 'eacute' not defined Entity 'ccedil' not defined Entity 'atilde' not defined Entity 'iacute' not defined Entity 'ccedil' not defined Entity 'otilde' not defined Entity 'eacute' not defined Entity 'laquo' not defined Entity 'raquo' not defined

Sporting-Estoril-00Quando, ao minuto 90', o árbitro Luís Godinho deu mais quatro minutos de compensação, todos acreditariam que o Sporting iria vencer o Estoril Praia por 2-1, tal como acabou por acontecer . Afinal, por aquela altura, tudo indicava que o jogo estava resolvido, mas logo no primeiro minuto da compensação apareceu o holandês Bas Dost a fazer um golo que permitiu a festa aos "leões" mas apenas por meio-minuto, o tempo que o vídeo-árbitro demorou a dar a indicação para um fora-de-jogo de Piccini, o jogador que fez o passe para o cabeceamento do avançado holandês.

Pouco depois, e quando os adeptos leoninos ainda estariam a falar mal do vídeo-árbitro por lhes ter sido retirado o golo que daria o 3-1, é a vez do Estoril Praia conseguir colocar a bola na baliza de Rui Patrício através de Pedro Monteiro. Jorge Jesus desesperou e deu murros na parede lateral do seu banco de suplentes, um silêncio sepulcral ainda se abateu sobre as bancadas de Alvalade que rapidamente acordaram num enorme festejo quando uma vez o árbitro anulou também este golo por indicação do vídeo-árbitro.

No fim das contas, por entre festejos de uns e decepções de outros, a verdade desportiva imperou e, em ambos os casos, foras-de-jogo mais um menos milimétricos mas sem dúvida existentes mantiveram o resultado no 2-1, o resultado final deste jogo entre “leões” e “canarinhos” que ficará na estatística relativo a esta partida da quarta jornada da I Liga do campeonato português de futebol.

A bem da verdade, aliás, o Sporting mereceu a conquista dos três pontos, pelo melhor futebol que desenvolveu frente a um adversário que, ainda assim, deixou um aviso à navegação dos restantes clubes da I Liga de que não será um osso fácil de roer por qualquer um. Com uma equipa bem montada, principalmente no segundo tempo, Pedro Emanuel pôde manter o seu Estoril acordado para o jogo até ao derradeiro minuto sem nunca entregar os pontos.

Sporting-Estoril-01Sporting-Estoril-02Sporting-Estoril-03

Aos 11 minutos o Estoril Praia já estava a perder por dois golos, depois um primeiro golo marcado por Gelson Martins, num lance de combinação do ataque do Sporting muito bem concluído pelo jovem extremo, e um segundo golo marcado por Bruno Fernandes, na transformação de um livre directo sem hipótese de defesa para Moreira. À passagem do minuto 24 o Estoril Praia perdeu uma oportunidade flagrante quando Pedro Monteiro falhou de baliza aberta após uma assistência de Kléber.

Ao intervalo, o Sporting, que nesta partida jogou sem William Carvalho nem Adrien Silva, ambos dados pelo clube de Alvalade como lesionados, merecia ainda assim de forma indiscutível a vantagem, ficando claro que o Estoril Praia teria que mudar algo na sua estrutura, onde Tocantins surgia como o elemento mais fraco do conjunto. Pedro Emanuel viu isso mesmo, tirou o médio esquerdo, mas também o lateral esquerdo Mano, alterando toda a dinâmica daquele flanco com a entrada do lateral Joel e o médio Jorman Aguilar. O conjunto estorilista passou a equilibrar mais o jogo e já perto do final, ao minuto 85, Lucas Evangelista rematou de longe com um pontapé forte e colocado a bater pela primeira vez na presente época o guarda-redes Rui Patrício.

Sporting-Estoril-05Sporting-Estoril-06

O jogo chegaria ao minuto 90 sem mais golos, o árbitro permitiu mais quatro minutos de compensação, e foi então altura para o vídeo-árbitro assumir um protagonismo inusitado ao determinar que tudo continuasse na mesma, isto apesar dos dois golos apontados para uma e outra equipa com lances irregulares. A emoção que muitos acreditaram que o vídeo-árbitro viria retirar do futebol foi afinal mais do que muita, os eventuais doentes cardíacos terão sofrido algumas arritmias, mas o resultado, esse, ficou mesmo com o 2-1 a dar o triunfo merecido ao Sporting, frente a um Estoril Praia que mostrou ter argumentos para um campeonato promissor.

O Sporting fica assim à frente do campeonato, com 12 pontos conquistados em 12 possíveis nas quatro jornadas já disputadas.

texto: Jorge Reis
fotos: reprodução ©Twitter 

Pin It