O primeiro jogo oficial da equipa de futebol do Sporting com o clube leonino sob a presidência de Frederico Varandas permitiu aos comandados de José Peseiro uma vitória clara e merecida sobre o Marítimo por 3-1, um resultado que a turma madeirense ainda tentou contestar mas que acabou construído de modo autoritária pelos "leões".

Raphinha, que neste jogo surgiu no "onze" titular, assinou o primeiro golo aos 20 minutos, Bruno Fernandes aumentou a vantagem para 2-0 ao transformar uma grande penalidade ao minuto 53, depois de uma falta cometida sobre Jovane Cabral, o Marítimo ainda reduziu ao minuto 61' por Correa, permitindo pensar que a turma insular poderia “regressar” à discussão pelo triunfo no jogo, mas dois minutos depois Bruno Fernandes voltou a faturar, com um golo concretizado após retirar do lance dois adversários, para bater o guardião Charles sem que este pudesse fazer algo.

180916 Sporting Maritimo 01

180916 Sporting Maritimo 02

180916 Sporting Maritimo 03

No primeiro jogo da fase de grupos da Taça da Liga, o Sporting conseguiu com este triunfo dar um passo determinante para a defesa do título nesta prova, conquistado na época anterior pela turma leonina então às ordens de Jorge Jesus.

Agora com Peseiro, o Sporting apresentou um “onze” próximo do seu melhor, com Salin na baliza, Bruno Gaspar, Coates, André Pinto e Jefferson a formarem o quarteto defensivo, mais quatro elementos — Raphinha, Bruno Fernandes, Battaglia e Acuña — na linha média, sobrando para as acções ofensivas Montero e jovem Jovane Cabral, sem dúvida a nova jóia da coroa do futebol de Alvalade.

Nota ainda para as presenças no banco de suplentes de alguns reforços deste Sporting 2018-2019, nomeadamente Gudelj, Dyabi ou Wendell, jogadores que viriam a ser chamados ao longo do jogo por Peseiro e que deram conta de estarem a conseguir uma boa integração no grupo de trabalho leonino.

180916 Sporting Maritimo 04

180916 Sporting Maritimo 05

180916 Sporting Maritimo 07

Do outro lado, às ordens do técnico Cláudio Braga, o Marítimo apresentou um “onze” formado por Charles na baliza, Bebeto, Zainadine, Africo e China na linha defensiva, ainda Correa, Fabrício, Jean Cléber e Barrera no meio-campo, ficando as acções ofensivas para Tentúgal e para o “internacional” português Danny, que este ano regressou ao futebol luso para representar esta formação insular. O Marítimo procurou sempre contrariar o melhor futebol do Sporting, conseguiu mesmo o golo que poderia ter permitido aos insulares a reentrada na discussão pelo jogo, mas o terceiro golo do Sporting dois minutos depois deitou por terra qualquer ambição do conjunto madeirense que, no final, viria mesmo a terminar o jogo com apenas 10 elementos depois da expulsão de Africo, por carga tão dura quanto inconsciente sobre Wendell, que não poderia ser sancionada de outro modo.

Para além dos golos e da marcha do marcador, o Sporting garantiu o domínio do jogo com uma boa exibição, permitindo destacar alguns valores individuais, com destaque para o já referido Jovane Cabral, mas também apresentando um bom jogo colectivo, que justificou em absoluto a conquista dos três pontos neste jogo que marcou a presença de Frederico Varandas pela primeira vez na tribuna de Alvalade enquanto presidente do Sporting, num jogo em que o agora líder máximo dos "leões" convidou para se sentar ao seu lado João Benedito, o candidato mais votado logo depois de Varandas na corrida eleitoral à presidência do Sporting. Aliás, não será demais recordar que Benedito teve mais associados a escolher o seu nome para líder leonino, acabando no entanto por não conseguir o maior número de votos que, esses, foram conseguidos por Frederico Varandas.

O Sporting conseguiu assim um bom resultado frente ao Marítimo, naquele que poderá ser um bom tónico moral para o jogo da próxima quinta-feira, em Alvalade, frente ao Qarabag, na primeira jornada da fase de grupos da Liga Europa.

texto: Jorge Reis
fotos: reprodução ©Twitter

180916 Sporting Maritimo 08

180916 Sporting Maritimo 09

180916 Sporting Maritimo 10

Pin It