Depois de Battaglia e Rúben Ribeiro, cujos pedidos de rescisão foram conhecidos ao longo desta quinta-feira, eis que chega a informação adiantada há pouco pela TVI da rescisão de Rafael Leão, o jovem avançado que é apontado actualmente como a maior promessa da formação do futebol leonino e de quem se dizia que não iria rescindir.

No dia em que termina o prazo legal para que os jogadores possam pedir as respectivas rescisões com justa causa, passam assim a nove os elementos que deixam o Sporting, isto ao mesmo tempo em que Bruno de Carvalho recebe a indicação de que está suspenso da sua condição de presidente do Conselho Directivo.

Relativamente a Rafael Leão, o jogador apresenta o seu pedido de rescisão depois daquele que foi o seu primeiro ano com acesso à equipa principal do clube de Alvalade, ele que é visto como um diamante ainda por lapidar e que será um alvo apetecível para clubes como o Benfica ou o FC Porto, mas também para inúmeros clubes além-fronteiras.

Recorde-se que Rúben Ribeiro foi o primeiro jogador de quem se soube hoje que tinha enviado a carta com o pedido de rescisão, tendo Bruno de Carvalho “reagido” com a divulgação pública da troca de mensagens que manteve com o médio ex-Rio Ave em que dá conta de um diálogo amistoso com o jogador em diversos momentos do final da época finda.

Passam assim a nove os jogadores que apresentaram já cartas de rescisão alegando justa causa, nomeadamente Rui Patrício, Podence, William Carvalho, Gelson Martins, Bruno Fernandes, Bas Dost, Battaglia, Rúben Ribeiro e Rafael Leão.

J.R.

Pin It