Foi o próprio presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, quem, em conferência de Imprensa realizada no auditório Artur Agostinho, no Estádio de Alvalade, confirmou ter já dado entrada nos serviços do clube a carta referente ao pedido de rescisão do holandês Bas Dost, isto num dia em que também chegaram a clube leonino os pedidos de rescisão de William Carvalho, Gelson Martins e Bruno Fernandes. Depois de Rui Patrício e Podence, que já tinham rescindido por justa causa na passada semana, sobem assim para seis o número de jogadores que deixaram assim o futebol leonino num processo que deverá agora seguir na justiça desportiva.

Bruno de Carvalho, entretanto, já respondeu aos jogadores que resolveram deixar o clube que está disposto a demitir-se caso os jogadores apresentem uma carta em que se comprometam a regressar ao Sporting, e para jogar — “se regressarem ao clube para serem vendidos ao desbarato, então esqueçam” — e que fiquem no Sporting mesmo que o actual Conselho Directivo volte a ganhar eleições, então Bruno de Carvalho e os seus pares estarão na disposição para se demitirem na hora.

O ainda presidente do Sporting garantiu ainda na mesma conferência de Imprensa que apresentará a sua demissão caso os associados do clube apresentem um “pedido nas devidas condições” para a realização de uma assembleia destitutiva. Quanto aos processos de rescisão, Bruno de Carvalho deixou o que disse ser “uma garantia” aos sócios do Sporting: “Isto (as cartas de rescisão) não vai dar em nada!”

Pin It