Depois de Rui Patrício e Podence terem apresentado os pedidos de rescisão dos contratos por justa causa que os ligava ao Sporting, mais três pedidos de rescisão foram conhecidos hoje, relativamente a William Carvalho, Bruno Fernandes e Gelson Martins, todos com pedidos feitos nos mesmos moldes que Patrício e Podence já haviam seguido. Todavia, a “sangria” do plantel dos “leões” não fica por aqui pois há mais quatro pedidos de rescisão a caminho de Alvalade.

Depois das rescisões hoje conhecidas, o LusoGolo pode adiantar que também Mathieu, Acuña, Battaglia e Bas Dost irão adoptar idêntica atitude nas próximas 24 horas, algo que terá que acontecer antes de quinta-feira, o dia em que termina o prazo legal o pedido de rescisão por justa causa na sequência do ataque de que os jogadores foram alvo na Academia do Sporting em Alcochete. Por outro lado, nem o anúncio feito ainda no fim-de-semana por Bruno de Carvalho da intenção de instaurar processos-crime por difamação aos jogadores que pediram rescisão, nem isso impediu a que surgissem novos pedidos de rescisão e não impedirá os quatro pedidos que estão em “fila de espera”.

São assim já cinco jogadores os que deixaram o plantel leonino, havendo mais quatro à beira de o fazer, isto quando o clube de Alvalade está em enorme dificuldade para conseguir um treinador que possa suceder a Jorge Jesus à frente da equipa leonina. o nome de Augusto Inácio, que entretanto foi contratado por Bruno de Carvalho para assumir o lugar de André Geraldes enquanto responsável pelo futebol do clube. Nas últimas horas têm sido vários os rumores que apontam para que Geraldes possa ser reconduzido no cargo que ocupava até ter sido detido na condição de arguido na Operação “Cashball”, na sequência de denúncias de alegada corrupção em jogos de andebol e de futebol.

J.R.

Pin It