Com uma vitória tangencial no terreno do Feirense, último classificado na I Liga, o FC Porto garantiu a conquista dos três pontos e a consequente subida à liderança do campeonato com dois pontos de vantagem sobre o Benfica, ainda que à condição já que os “encarnados” têm menos um jogo e só amanhã, segunda-feira, é que realizam a partida referente à 25ª jornada, no Estádio da Luz, frente ao Belenenses.

Lutas pelo título à parte, a verdade é que o FC Porto nem sequer teve uma tarefa fácil neste jogo com o laterna vermelha do campeonato e foi mesmo o Feirense que, aos 04 minutos, chegou ao golo num lance em que o central Felipe, dos “dragões”, colocou a bola na sua própria baliza com um auto-golo que abriu a contagem.

Aos 18 minutos, um cabeceamento perfeito de Danilo na sequência de um pontapé de canto permitiu o golo que repôs a igualdade, acabando por acontecer a cambalhota no marcador, antes mesmo do intervalo, quando aos 35 minutos o central Pepe, depois de um lance em que bola tabelou dentro da área do Feirense em vários jogadores, acabou por rematar para o fundo da baliza da turma de Santa Maria da Feira.

190310 CDFeirense FCPorto 05

Os jogadores do Feirense ainda reclamaram de um alegado pénalti, depois da bola ter batido no braço de um jogador portista, mas a verdade é que foi um toque completamente inadvertido já que o jogador tinha os braços colados ao corpo e não teve qualquer intenção em jogar a bola com o braço pelo que não retirou daí qualquer vantagem, tendo por isso decidido bem o árbitro Artur Soares Dias que mandou seguir o jogo validando o jogo.

Sobre os últimos minutos, quando o FC Porto procurava apenas gerir a vantagem para que fosse possível garantir os três pontos sobre este 1-2 no placard, o Feirense ainda esteve à beira de conseguir o golo do empate, num remate desferido à entrada da área da baliza à guarda de Casillas que levou a bola a passar bem rente ao poste direito, de tal forma que ainda se ouviram gritos de golo nas bancadas. O jogo viria no entanto a terminar pouco depois, com o FC Porto a regressar assim aos triunfos em jogos para o campeonato, isto depois da derrota da jornada anterior frente ao Benfica.

Deste jogo fica ainda a nota para o 23º jogo consecutivo a perder para os homens do Feirense, um recorde absoluto para esta equipa que acabou por bater este recorde negativo que estava em 22 jogos, detido pelo Varzim na época de 1984/85.

Para a estatística do campeonato ficam os dados de um jogo no Estádio Marcolino de Castro, dirigido pelo árbitro Artur Soares Dias, perante cerca de 4.500 espectadores, em que as equipas iniciaram a partida com os seguintes “onzes”:
Feirense — Caio Seco, Edson Farias, Flávio Ramos, Briseño, Vítor Bruno, Aly Ghazal, Babanco (Edinho, 84), Luís Machado (Ofori, 70), Tiago Silva, Sturgeon (Crivellaro, 79) e João Silva.
FC Porto — Casillas, Militão, Felipe, Pepe, Alex Telles, Otávio (Oliver, 86), Danilo, Herrera, Corona (Manafá, 85), Marega (Brahimi, 70) e Soares.

© LusoGolo

190310 CDFeirense FCPorto 03

Pin It