nacionalacademicaO Nacional alcançou a segunda vitória na Liga NOS, num triunfo tranquilo por 2-0, face a uma Académica desacreditada que se está a afundar cada vez mais na tabela .

O nevoeiro prestou nova visita ao Estádio da Choupana, atrasando o começo da partida em 23 minutos. Estas condições não são anormais, num terreno que está muitos metros acima do nível do mar e, por conseguinte propício a este tipo de eventos.

Alheios às condições atmosféricas, talvez por já estarem habituados, os jogadores nacionalistas não se mostraram afectados e iniciaram muito bem a partida. Logo no primeiro minuto, por pouco Luís Aurélio não estreava o marcador, mas não chegou a tempo do cruzamento de Salvador Agra.

Dominava o Nacional e acabou por chegar naturalmente ao golo numa excelente jogada de futebol. Luís Aurélio ludibriou dois oponentes no centro do terreno, descobriu Salvador na esquerda, este cruzou na perfeição para Francisco Soares que cabeceou para o fundo da baliza estudantil.

A Académica demorou a acordar, mas quando o fez, fê-lo com perigo e objectividade. Rui Pedro descobriu Ivanildo desmarcado na marca de grande penalidade, mas o extremo atirou muito por cima e desperdiçou uma soberana oportunidade de empatar a partida, quando faltavam cinco minutos para o interregno.

No recomeço do jogo, a equipa de Coimbra continuou a forçar e quase tinha a recompensa, quando o árbitro assinalou penálti a castigar falta de Salvador Agra sobre Aderlan. Rabiola tentou o golo, mas a bola foi de encontro ao poste e saiu.

A meio da segunda parte, Salvador descansou os insulares. Numa jogada protagonizada pelos suspeitos do costume: Soares, Aurélio e Agra; os nacionalistas viam a vantagem ser aumentada. Soares lançou Aurélio na profundidade, este centrou na perfeição para o pequeno extremo que, de cabeça, fez o segundo e acabou com a esperança dos estudantes.

A Académica ainda tentou reagir, mas não mostrou capacidade de poder fazer algo mais, sendo que a melhor oportunidade foi mesmo para o Nacional, novamente com Agra e Aurélio, com o madeirense a rematar à barra.

A vitória não merece contestação, o Nacional sobe ao 6º posto, fruto de dois triunfos em casa, enquanto que a Briosa permanece na última posição, sem qualquer ponto somado.

texto: João Carreira
fotos: reprodução ©Twitter

Pin It