JPT4516As “águias” anunciaram que a UEFA indeferiu os protestos do emblema de Alvalade tendo em conta o caso dos “vouchers”, mas os “leões” não têm a mesma opinião

Falando a propósito da época futebolística que se aproxima agora do final, o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Pedro Proença, fez o que classificou como "um balanço desportivo extremamente positivo", em declarações aos jornalistas à margem do jantar do 79º aniversário do Rio Ave, clube que milita na I Liga onde irá concluir a época no quinto lugar.

Recusando-se a comentar as polémicas que envolveram FC Porto, Benfica e Sporting ao longo da temporada, Pedro Proença preferiu destacar “o nível competitivo muito elevado nas competições organizadas pela Liga”, frisando que aquilo que realmente lhe interessa “é fazer a defesa da salvaguarda do modelo de negócio das competições”. “Temos, desde há quatro anos, campeonatos decididos até ao último minuto, e estamos muito satisfeitos pelo envolvimento das sociedades desportivas", disse o dirigente.

Apesar de ainda faltar disputar a derradeira jornada nos campeonatos profissionais, Pedro Proença admitiu que a "nova época já está a ser preparada", mostrando vontade em amenizar as diferenças, orçamentais, entre os competidores. "Seria importante reduzir a diferença entre os que mais ganham e os que menos têm, para tornar os clubes mais fortes e a competição fique mais nivelada", afirmou o presidente da Liga de Clubes, ele que aceitou comentar igualmente a questão da não integração do Gil Vicente já esta temporada, considerando que o emblema de Barcelos "terá rapidamente de vir para o lugar que lhe é devido".

"Há que ajudar o Gil Vicente a regressar de uma forma sustentada e organizada à Liga, algo que todos nós ansiamos que rapidamente aconteça", afirmou o presidente da LPFP.

A propósito do Rio Ave, clube que organizou esta gala referente aos 79 anos do clube de Vila do Conde, Pedro Proença apontou o Rio Ave como um exemplo no futebol português, lembrando a sua evolução nos últimos dez anos. “O Rio Ave é hoje uma sociedade desportiva de referência, virada para o novo modelo de negócio, com sustentabilidade, e que consegue ter um elevado nível organizacional e competitivo", afirmou.

adrien jonas lgTrês semanas depois da última jornada, a Liga NOS arrancou novamente esta sexta-feira com o encontro entre o Paços de Ferreira e o Nacional