smartwatches tradutorO “Microsoft Translator”, a nova aplicação da gigante informática que irá lutar contra o “Google Translate”, chegou hoje às lojas da Google e da Apple . Para já, tem uma vantagem que a sua concorrente direta não tem: funciona nos principais smartwatches da Google e até no Apple Watch.

O Microsoft Translator permite, tal como no Google, que o utilizador escreva diretamente o texto que pretende converter noutro idioma, ou que a própria aplicação detete o que está a ser dito, através da recolha de áudio com o microfone do aparelho. Neste último caso, o processo decorre de forma fluída e correta, salvo algumas falhas habituais neste tipo de ferramentas.

Uma das principais diferenças entre ambos os serviços reside no grafismo apresentado: enquanto o Google aposta numa abordagem mais funcional, apresentando todas as funcionalidades no ecrã principal, o tradutor da Microsoft é mais gráfico, com uma animação mais moderna e apelativa.

No entanto, o "Microsoft Translator" apresenta ainda algumas limitações face ao seu rival, a começar no número de idiomas que consegue traduzir - apenas 50, menos 40 que a Google. Permitir a tradução instantânea de conversas entre pessoas de línguas diferentes, a captura de imagem com a câmara do dispositivo e também a introdução de texto manuscrito são algumas das funcionalidades que este tradutor ainda não é capaz de fazer.

Existem, no entanto, várias semelhanças entre os dois serviços. Ambos permitem marcar uma tradução e criar uma lista de termos ou expressões traduzidas, bem como ouvir o texto traduzido e a respetiva pronúncia das palavras para os idiomas que suportam text-to-speech (texto-para-voz).

 A outra opção presente é o modo “ecrã inteiro” em formato horizontal (modo landscape), embora o “Microsoft Translator” esteja especialmente desenhado para ser usado com o dispositivo na vertical (modo portrait).

Apesar da “experiência” do tradutor da Google, a irreverência deste “Microsoft Translator” é de saudar, apesar de possuir menos funcionalidades que o seu adversário. Por agora, pode levar já para casa o prémio de ser o primeiro tradutor a ser incorporado nos smartwatches. A concorrência, essa, é sempre saudável e de certeza que ambos irão crescer um com o outro no futuro. O principal beneficiado é sempre o mesmo: o utilizador.

Pin It