Com um avançado determinante na ação e nos golos, concretamente o internacional caboverdiano Clé, neste jogo autor do primeiro dos dois golos da equipa da casa e correctamente nomeado no final como o “Homem do Jogo”, o Belenenses entrou da melhor forma na fase de luta pela subida de divisão na Liga 3, com uma vitória conseguida no Estádio do Restelo por 2-0 sobre o Lank Vilaverdense.

Depois do primeiro golo da equipa do Restelo, por Clé ao minuto 27', depois de uma assistência de Hélio Cruz, o conjunto visitante ainda tentou repor a igualdade, com Cipenga em evidência, mas valeu por essa altura o melhor acerto defensivo do Belenenses e alguma ineficácia da equipa visitante que não conseguiu nunca a melhor finalização.

Este foi o “onze” do Belenenses no primeiro jogo dos azuis do Restelo na fase de subida da Liga 3

Acabou por ser o Belenenses a chegar ao 2-0, já na segunda metade da partida, ao minuto 71', na transformação de uma grande penalidade cometida por Rúben Marques sobre Miguel Tavares que havia entrado neste jogo pouco antes. Encarregue de bater o castigo máximo, o capitão dos azuis, Duarte Valente, não tremeu e fez o 2-0 com que viria a terminar a partida.

Antes do final, o Belenenses ainda conseguiu fazer chegar a bola ao fundo da baliza do Lank Vilaverdense, uma vez mais por intermédio de Clé, mas o golo foi anulado pelo VAR por questão de centímetros depois de uma análise porventura demasiado prolongada a partir da Cidade do Futebol. Recorde-se que a presença de vídeo-árbitro em jogos da Liga 3 é uma novidade para esta fase de apuramento para a subida de divisão que começou este final de semana a ser disputada.

Clé abriu o marcador neste jogo para o Belenenses com um golo ao minuto 27'

O Belenenses entrou assim da melhor forma nesta fase de apuramento para a subida de divisão, com uma vitória no primeiro jogo, podendo pensar já no próximo jogo deste “novo” campeonato que agora começou e que irá determinar quais as equipas que poderão subir aos campeonatos profissionais, tendo os azuis do Restelo que receber na próxima jornada a turma do Amora. Por seu turno, a equipa de Vilaverde, que neste jogo não conseguiu qualquer ponto, irá receber na próxima jornada a AD Sanjoanense.

Para a estatística ficam as constituições titulares das duas equipas, com o Belenenses a alinhar de início com David Grilo, Fábio Pala, André Serra, Chima Akas, Gonçalo Maria, Midana Sambú, Hélio Cruz, Duarte Valente (Cap.), Filipe Chaby, João Costa e Clé, tendo o Lank Vilaverdense alinhado com Ivo Gonçalves, Carlos Freitas, Armando Lopes, João Batista, Joyce Ossa, Rúben Marques, Yannick Semedo, André Soares (Cap.), Bruno Silva, Edmilson Santos, Brian Cipenga.

Ao minuto 71' foi o capitão dos azuis, Duarte Valente, quem assinou o 2-0 na transformação de uma grande penalidade

Ao longo do jogo foram chamados a jogo por Bruno Dias, o técnico da equipa do Restelo, Miguel Tavares, Xavi Fernandes, Fred Martins, Flavinho Júnior e Pipo Ferreira. Utilizados na equipa do Lank Vilaverdense foram também Gonçalo Teixeira, Nor Maviram, Miguel Pereira, Hélder Pedro e Zé Pedro, todos eles opções do técnico Ricardo Silva.

A marcha do marcador, como referimos atrás, foi determinada pelos golos de Clé, ao minuto 27', e ainda por Duarte Valente, de grande penalidade ao minto 71'.

Clé ainda fez um terceiro golo para o Belenenses mas este acabou invalidado por fora de jogo determinado após análise do lance pelo VAR

No final da partida, o internacional caboverdiano Clé foi justamente nomeado como o melhor jogador em campo
fotos: Diogo Reis
Pin It