A PSP anunciou ter recebido 3.222 denúncias no ano lectivo 2011/2012 no âmbito do programa “Escola Segura”, sendo a maioria das queixas por ofensas corporais e furtos, de acordo com dados divulgados à agência Lusa.

No passado ano lectivo, a Polícia de Segurança Pública (PSP), cuja área de intervenção é nas grandes cidades, registou 3.222 ocorrências criminais em ambiente escolar, o que significou menos 16 denúncias comparativamente ao ano lectivo 2010/2011. Segundo a PSP, entre os anos lectivos 2007/2008 e 2011/2012 foram efectuadas um total de 16.821 queixas, tendo a maioria dos ilícitos criminais (64%) ocorrido dentro das escolas.

No último ano lectivo, foram participadas 2.091 ocorrências dentro das escolas e 1.131 fora dos estabelecimentos de ensino. Os crimes de ofensas corporais (1.072), furto (757), injúrias e ameaças (436), vandalismo (244), roubo (241) e ofensas sexuais (85) foram os mais praticados em ambiente escolar e registados pela PSP no último ano lectivo.

De acordo com os dados revelados, 62 pessoas foram detidas no ano lectivo 2011/2012 em ambiente escolar, tendo a maioria sido por furto (11) e roubo (11), tráfico de estupefacientes (9) e ofensas corporais (7). Os detidos pelos crimes de furto, roubo e ofensas corporais aumentaram no último ano lectivo em relação a 2010/2011, enquanto por tráfico de estupefacientes desceram de 26 para nove detidos. No ano lectivo 2011/2012, a PSP deteve menos 16 pessoas face a igual período do ano anterior.

No total, a PSP realizou, no ano lectivo 2011/2012, 6.704 acções de sensibilização e informação nas escolas, a sua maioria das quais relacionada com os temas da prevenção rodoviária, bullying, álcool e drogas.

Pin It