ManifestacaoProfessoresMilhares de professores desceram hoje a avenida da Liberdade, em Lisboa, manifestando-se contra os cortes orçamentais na educação por parte do governo de Pedo Passos Coelho . Segundo a Fenprof (Federação Nacional dos Professores), mais de 30 mil docentes terão participado nesta manifestação em que, para além das palavras de ordem contra os cortes nos salários, foram gritadas palavras de ordem pela renúncia do ministro da educação e contra aquilo que foi classificado como "deterioração das condições de trabalho”.

Apontado como o maior protesto de professores desde que este governo está em funções, o seu objectivo foi dar conta "do descontentamento daqueles que deviam estar preocupados com a educação dos jovens deste país e estão, antes disso, preocupados em sobreviver", como referiu ao LusoNotícias António Lopes, professor do ensino básico que integrou a manifestação.

Os professores assumiram ainda a preocupação por não saberem de facto quanto irão receber no final do corrente mês nem em que moldes lhes serão pagos os vencimentos depois daquele que é tido como o maior aumento de impostos na história de Portugal. Este aumento, aliás, só deverá começar a ser sentido quando os trabalhadores começarem a receber os primeiros pagamentos de 2013, o que deverá acontecer no final do corrente mês.

Pin It