SofitelFkushimaTibo03O Sofitel Lisbon Liberdade acolhe, de 26 Março a 30 de Abril, a exposição “Fukushima - Terres Perdues”, com fotografias do jornalista Tibo , sobre as alterações da cidade japonesa após o terramoto de 2011. A exposição, com entrada gratuita, pode ser visitada todos os dias da semana, das 10h às 20h, e permitirá o acesso a uma seleção de 20 fotografias de habitantes locais e paisagens da costa de Fukushima, uma compilação que resulta de uma recolha realizada ao longo de quatro anos.

Poucos dias após o terramoto de 9.1 na escala de Richter e da subsequente catástrofe nuclear que assolou Fukushima em 2011, Tibo foi um dos primeiros fotógrafos a chegar à cidade, em reportagem para o Figaro magazine. De então para cá, o fotógrafo regressa todos os anos ao local para fotografar “a beleza das paisagens perdidas e relembrar o quotidiano das crianças de Fukushima”, a quem, em 2013, lançou o desafio de se corresponderem com outros jovens do mundo. Algumas destas cartas também estarão expostas no Sofitel Lisbon Liberdade.

As fotografias de Tibo revelam a evolução da paisagem, a reconquista do território, a adaptação do Homem e a sua relação com o planeta depois de uma catástrofe natural de grande dimensão. Tibo apresenta o seu trabalho em escolas francesas, nomeadamente no Liceu Francês em Lisboa, para que os mais jovens possam refletir sobre questões relacionadas com o futuro da humanidade.

Numa nota, o Sofitel Lisbon considera que “esta exposição retrospetiva promete cativar todos os visitantes do Sofitel Lisbon Liberdade que, com esta iniciativa, reforça a sua aposta na promoção e apoio à arte e à cultura” e privilegia a “cultura enquanto forma de expressão da marca” com o estabelecimento de “uma ligação entre destinos, países e continentes através de diversos eventos, sejam eles de pintura, literatura, música ou gastronomia”.

SofitelFkushimaTibo02SofitelFkushimaTibo01

Pin It