stephen colbertStephen Colbert, o humorista que irá substituir David Letterman no “Late Show”, não vê a hora de ter Donald Trump no seu programa e diz que reza para que ele se mantenha “saudável” , até chegar o tão aguardado dia. O humorista tem estreia marcada para dia 8 de setembro e já anunciou que o candidato republicano Jeb Bush será o seu primeiro convidado.

“Só espero que ele esteja a tomar as suas vitaminas. Por favor, mantém-te saudável até eu ir para o ar”, disse Stephen esta semana, numa conferência de imprensa da Television Critics Association. “Quero tanto fazer piadas sobre o Donald Trump, e não tenho sítio” afirmou Stephen, em alusão ao facto de estar momentaneamente “desempregado”.

A curiosidade do público em relação ao “novo” programa de Stephen Colbert tem aumentado bastante: se no anterior “The Colbert Report” o humorista era apontado como tendo uma ideologia algo conservadora, no futuro “Late Show” a liberdade para conduzir as entrevistas será muito maior. A despedida de Jon Stewart, um dos “pais” de Colbert no mundo televisivo, adensa ainda mais a curiosidade acerca da forma como Stephen irá encarar este seu novo papel, e se irá tentar “preencher o vazio” deixado pelo carismático apresentador.

Esta não é a primeira vez que Stephen Colbert fala de Donald Trump na sua carreira, depois de no passado mês de junho, o humorista ter feito um vídeo sobre o anúncio da candidatura de Trump às primárias republicanas.

http://www.youtube.com/watch?v=OFVC3qYGYiE

Entretanto, Colbert anunciou através da sua conta do Twitter que Jeb Bush, também ele um candidato republicano às eleições, será o seu primeiro convidado no “Late Show”. Mas o pensamento está mesmo em Donald Trump: “Não faças nada perigoso. Não antes de mota, porque todas as noites antes de me deitar acendo uma vela e rezo para que ele continue na corrida, e também rezo para que ninguém ponha uma vela perto do cabelo dele”, disse, citado pelo Business Insider.

Pin It