Depois de correr o mundo no circuito de festivais, várias nomeações e prémios atribuídos, o filme Discos Perdidos estreia em Portugal no prestigiado festival Caminhos do Cinema Português a 26 de Novembro, película realizada por Tiago P. de Carvalho que surge na selecção principal do festival ao lado de outros grandes filmes, como Listen.

A ideia nasce com Nuno Costa Santos, um açoriano a viver no continente com o nostálgico amor da sua ilha natal, que convida Tiago para contar a aventura existencialista de regresso às origens, fazendo um retrato retro-pop, de uma perspectiva açoriana nunca antes retratada, lançando questões acerca da adolescência isolada no meio do Atlântico durante os anos 80, e a importância da música como escultora da nossa individualidade. O resultado é um filme híbrido que desafia e mistura a ficção com o documental, numa viagem mesmerizante de 60 minutos.

A produção é da Guérrilha Films, em associação com a produtora de António-Pedro Vasconcelos: Oficina de Filmes. Sobre o realizador, Tiago P. de Carvalho está de momento a terminar o seu próximo filme, encomendado pela RTP, um thriller adaptado do conto de Mário de Carvalho — Uma Vida Toda Empatada — protagonizado por Maria João Pinho e produzido pela Marginal Filmes.

DiscosPerdidos 01

LusoCultura

Pin It