Casino Estoril “à pinha” para ouvir Paulo Gonzo

Casino Estoril “à pinha” para ouvir Paulo Gonzo

Em mais um dos "Grandes Concertos do Casino Estoril”, o intérprete de “Dei-te quase tudo” ou “Jardins Proibidos” permitiu uma grande noite

Paulo-Gonzo 0483Depois de grandes espectáculos com Pedro Abrunhosa, que abriu este ciclo, ou Raquel Tavares, na última semana, o Lounge D do Casino Estoril esgotou todos os espaços com Paulo Gonzo em mais um dos “Grandes Concertos do Casino Estoril” que têm vindo a acontecer todas as quintas-feiras e que irão prosseguir por mais duas semanas, já no próximo dia 03 de Agosto, com os “Orelha Negra”, e depois, no dia 10, com os “The Gift”.

PUB

E se no arranque da actuação de Paulo dificilmente se conseguia circular no espaço adjacente ao Loung D, essa tarefa passou a ser praticamente impossível quando terminou mais uma exibição da “Volta ao Mundo em 80 Minutos”, o musical de Filipe La Féria que continua em exibição no Salão Preto e Prata protagonizado por João Baião. Afinal, perante a possibilidade de acompanhar dois bons espectáculos em vez de um nos espaços do Casino, o público não hesitou em prosseguir a noite apreciando temas como “Dei-te quase tudo” ou “Jardins proibidos”, mas também “Leve beijo triste” ou “Sei-te de cor”, entre outros.

Alguns minutos depois das 23 horas, depois de permitir que o público preenchesse os derradeiros espaços em redor do Lounge D, Paulo Gonzo avançou então para um concerto em que mostou que aos 60 anos está ainda longe de pensar no final de uma carreira que promete ter ainda muito para dar. Poderemos dizer que o visual é já um pouco repetido — a camisa amarela é já bem conhecida das fãs —, e que a rouquidão, afinal a imagem de marca do cantor, é agora agravada pela idade, mas a verdade é que nem por isso Gonzo deixa de merecer os maiores e melhores aplausos de um público que o acarinhou sempre a cada tema interpretado ali bem ao lado de jackpots mais ou menos apetecíveis.

Paulo-Gonzo 0101Paulo-Gonzo 0181Paulo-Gonzo 0244Paulo-Gonzo 0369

Depois de “Vou para Sul” e “Falamos depois”, Paulo Gonzo passeou por alguns temas da sua carreira como “Sei de um lugar”, “Brinquedo” ou “Só”, com este último tema a surgir inteiramente em sentido contrário ao facto do artista estar agora cada vez mais acompanhado pelo público que não lhe regatou aplausos. Os temas mais conhecidos lá apareceram para gáudio dos fãs que não deixaram de os entoar, como os já referidos “Sei-te de cor” ou “Jardins proibidos”, elevados à condição de temas incontornáveis depois da projecção que mereceram com a respectiva utilização em novelas televisivas.

No “encore”, agora em tons de cinzento para uma presença mais discreta na aparência mas sempre muito bem vincada pela voz, Paulo Gonzo pôde manter o concerto em alta perante os fãs que não arredaram pé enquanto o músico se manteve em palco, saudando-o no final com um enorme aplauso depois de uma noite que justificou em pleno o nome deste ciclo de espectáculos. Afinal, ali mesmo, no Loung D, foi possível assistir a mais um dos "Grandes Concertos do Casino Estoril”.

Paulo-Gonzo 0288Paulo-Gonzo 0351Paulo-Gonzo 0507Paulo-Gonzo 0594

Será bom recordar que este programa agendado para o amplo espaço do Lounge D, prossegue às quintas-feiras a partir das 23 horas, até ao próximo dia 10 de Agosto, ainda com o seguinte alinhamento...

- 03 de Agosto: Orelha Negra
- 10 de Agosto: The Gift

reportagem: Jorge Reis
fotos: Casino Estoril

Paulo-Gonzo 0839Paulo-Gonzo 0976Paulo-Gonzo 0880Paulo-Gonzo 0991

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.