A culpa não é dos cães... é dos donos!

A culpa não é dos cães... é dos donos!

Se a lei impõe a cães na via pública o uso de trela e açaime, então que os donos dos animais não saiam com eles à rua sem tais acessórios

Rottweiler-2Numa altura em que o ataque dos cães voltou à ordem do dia dia é preciso que se diga que a culpa não é dos cães... a culpa é dos donos!

PUB

Se a lei impõe a cães na via pública o uso de trela e açaime, então que os donos dos animais não saiam com eles à rua sem tais acessórios. Tal como o automobilista vê hoje em dia como normal o uso do cinto de segurança, ou o motociclista sabe que tem que usar capacete para circular, qualquer indivíduo que tenha um cão terá que ver como "normal" a necessidade de colocar trela e açaime no seu cão... e que veja isso como um sinal de civismo!

E do mesmo modo que o motociclista não deve deixar de usar capacete porque apenas vai circular em dois quarteirões, também o cão não deve sair à rua sem trela mesmo se for para por ali andar durante uns minutos, porque a lei não pode ser imposta em função do tempo em que é ou não "esquecida".

Já agora, para si que já está a pensar que o seu cão é um querido que não faz mal a uma mosca, que só quer brincadeira e que, por isso, até pode andar sem trela, fica a pergunta: se circular com um pequeno automóvel utilitário precisa menos do cinto de segurança do que se circular com um potente veículo desportivo?

Só que para que esta prática seja tida como o tal acto de civismo, tem que haver um comportamento das autoridades adequado. Da mesma forma que os agentes da PSP ou os soldados da GNR punem de imediato se virem um automobilista ou um motociclista a circularem sem os correspondentes dispositivos de segurança, será necessário que as mesmas autoridades exerçam igual atitude perante os donos dos animais incumpridores. Que se apliquem multas e que sejam recolhidos aos canis os animais que andam abandonados, até para que não se tornem perigosos para a própria saúde pública. Aliás, no dia em que se fizer cumprir a lei, os próprios animais sairão a ganhar, com donos mais conscientes.

Será bom recordar que nas últimas eleições legislativas o povo português teve o que muitos consideraram ser um sinal de cidadania perante a eleição de um deputado para a Assembleia da República de um partido político que coloca no seu programa e no próprio nome a defesa dos animais, o PAN. Não deverá, até por via deste novo quadro de representatividade parlamentar, a Assembleia da República preocupar-se em legislar e em fazer cumprir as leis no sentido de não termos mais crianças em estado grave nos hospitais depois de ataques de animais. É que a culpa, insisto, nem é dos animais... mas sim dos seus donos!

JorgeReis

Jorge Reis

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.