Lisboa assinala Hora do Planeta à luz de velas

Lisboa assinala Hora do Planeta à luz de velas

No próximo dia 25 do corrente mês de Março, um Concerto Solidário acontecerá em Lisboa à luz das velas para assinalar a Hora do Planeta

HoraPlaneta01Raquel Tavares, Tiago Bettencourt, Matias Damásio, André Sardet, Samuel Úria, Tito Paris, entre muitos outros, irão estar no próximo dia 25 de Março, pelas 20h00 no Parque Eduardo VII, em Lisboa , onde irão permitir um concerto solidário à luz das velas! A ideia é celebrar deste modo a Hora do Planeta, uma iniciativa global ambiental promovida pela WWF, que visa alertar e sensibilizar todos os indivíduos, empresas, governos e comunidades a assumirem compromissos e hábitos mais sustentáveis, através do convite a desligarem as suas luzes durante uma hora, exactamente nesse mesmo Sábado, dia 25, pelas 20h30. Os que adoptarem este gesto irão estar a apoiar a acção ambiental, unindo esforços em todo o mundo para mudar o rumo das alterações climáticas.

PUB

Os bilhetes para este concerto que irá celebrar a Hora do Planeta podem ser adquiridos nas bilheteiras das lojas FNAC e na BOL, com um custo de 10 euros, sendo a entrada gratuita para crianças até aos 12 anos desde que acompanhadas por um adulto pagante. A receita do concerto reverte para a WWF, uma das mais respeitadas ONG ambientais que tenta travar a degradação do ambiente natural do planeta.

Actualmente, a Hora do Planeta é a maior campanha ambiental do mundo, mobilizando milhares de milhões de pessoas em mais de 8.000 cidades e vilas em 178 países e territórios incluindo Portugal.

Em 2016, e apenas no que diz respeito a Portugal, foram mais de 110 municípios que participaram nesta iniciativa, com particular destaque para os inúmeros monumentos a desligar as luzes.

HoraPlaneta02

Às escuras ficaram assim monumentos e locais relevantes como a Ponte 25 de Abril, a Torre de Belém, o Mosteiro dos Jerónimos, o Palácio Nacional da Pena, o Palácio Nacional de Sintra, o Palácio de Monserrate, o Castelo dos Mouros, o Castelo de S. Jorge, o Museu da Eletricidade, as Muralhas de Miranda do Douro, o Castelo de Porto de Mós, o Monumento dos ex-Combatentes do Ultramar de Santa Comba Dão, o Castelo e a Igreja dos Agostinhos em Vila Viçosa, as Muralhas de Serpa, a Ponte de São Roque e a Torre de Menagem em Chaves, a Igreja Matriz do Alvito, e o Mosteiro de S. Dinis em Odivelas, entre muitos outros.

Restará referir que a WWF, entidade que promove esta iniciativa, é uma das maiores e mais respeitadas organizações independentes de conservação do mundo, com quase cinco milhões de apoiantes e uma rede global activa em mais de 100 países. A missão da WWF é travar a degradação do ambiente natural do planeta e construir um futuro no qual os seres humanos vivam em harmonia com a natureza, pela conservação da diversidade biológica do mundo, garantindo que a utilização dos recursos naturais renováveis seja sustentável e promovendo a redução da poluição e do desperdício.

Ana Cristina Augusto

HoraPlaneta03HoraPlaneta04

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.