Tony Carreira fecha Tour 2016 com megaprodução
Hoje é Segunda-Feira, 27 de Fevereiro de 2017

Tony Carreira fecha Tour 2016 com megaprodução

Foi perante uma esgotada plateia na MEO Arena que Tony Carreira, sempre apoiado pelas suas fãs, colocou um ponto final à tournée de 2016

JC 56258Naquela que foi a 17ª passagem de Tony Carreira pela MEO Arena, esta já mítica sala da capital, no Parque das Nações, esgotou por completo no encerramento da tour 2016 , com o artista a receber uma vez mais um enorme e caloroso apoio das suas fãs. Depois de um início do espectáculo “à boleia” de um coro de crianças que cantou “Ai destino”, ao qual se juntou depois o cantor para iniciar “A vida que eu escolhi”, Tony, por entre muitos aplausos, fez os primeiros agradecimentos aos presentes lembrando então a contabilidade destas presenças na MEO Arena, afirmando ser esta a tal 17º vez que canta na MEO Arena.

PUB

Segue-se um medley de baladas com “Se acordo e tu não estás” — em que Tony pede aos fãs para ligarem as luzes dos telemóveis —, “Quem esqueceu não chora”, “Porque é que vens”, “Mesmo que seja mentira” e “Mais uma noite”, temas em que o artista foi sempre acompanhado em coro pelas fãs.

No alinhamento, o tema seguinte fala de “Um grande amor”, retirado do último álbum, com Tony Carreira a interagir com o público para frisar que todos nós já vivemos um grande amor. “A estrada e eu” surgiu de imediato, com o artista a incitar o público a participar mais. “Se me vais deixar” e “Sem ti não sei viver” permitiram a continuidade da noite, com Tony a pedir uma vez mais ao público para ligarem as luzes dos telemóveis, iluminando o tema seguinte: “Porquê”.

Antes da música “Este sabor a ti”, três violinistas entram em “disputa” com o guitarrista, permitindo uma pequena pausa para Tony e aos elementos do coro para mudarem de roupa. Após a música, Tony Carreira aproveita para brincar com os cartazes que as fãs trazem, chegando mesmo a apontar um deles pela sua originalidade, no qual se pode ler “Tony a nossa mãe está solteira”.

O espectáculo, porém, não podia parar e era agora tempo de Tony Carreira apresentar Ricardo Landum, seu amigo pessoal, que com ele canta “Sonhos de menino” e declara a sua amizade ao homem por detrás do Tony Carreira, o António Antunes. Seguem-se mais três êxitos e a linda balada “Cantor de sonhos”.

JC 56308JC 56413JC 56414JC 56447

“Hoje menina, amanhã uma mulher”, tema interpretado por Tony Carreira com a sua filha, Sara Carreira, permitiu ao artista e dono desta noite referir ser ela a mulher da sua vida, um momento de muitos aplausos antes da apresentação dos músicos da banda.

Segue-se um acústico de quatro músicas — “Quando eras minha”, “A minha guitarra”, “Sonhador, sonhador” e “Ai destino” —, e antes do “encore” volta a agradecer aos fãs que o têm vindo a acompanhar há 28 anos, não só por isso mesmo, mas também por lhe terem dado ainda mais do que ele poderia imaginar. Justificava-se por esta altura mais um tema, “Tu levaste a minha vida”, acompanhado com um coro de gospel.

O encore começa com “O mesmo de sempre”, há tempo para a apresentação da restante banda que o acompanha nos violinos e violoncelo, também ao piano ou nos instrumentos de sopro, aproximando-se o espectáculo do final que viria a acontecer logo depois de mais dois temas, “A saudade de ti” e “A vida é pra viver”, ficando este último tema como um excelente recado final no final de uma noite ímpar de músicas que saíram no final da noite da MEO Arena, muitas delas a serem trauteadas pelo público que aplaudiu uma vez mais o artista ímpar que é António Manuel Mateus Antunes, ou como é conhecido sobre os palcos: Tony Carreira!

texto: SM
fotos: JTC

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.