Música dos Dona Elvira encheu Centro Olga Cadaval
Hoje é Segunda-Feira, 27 de Fevereiro de 2017

Música dos Dona Elvira encheu Centro Olga Cadaval

A jogar em casa, esta banda de rock em português permitiu boa música e boas energias com "Histórias e Segredos" na noite de Sintra

IMG 4485Falar de Dona Elvira era, até há pouco tempo, sinónimo de conversas sobre carros clásicos ou, para os mais conhecedores, sobre os pratos de um restaurante de Coimbra com este nome . Actualmente, porém, Dona Elvira é nome de banda de rock e, porventura mais importante, rock de qualidade em português, uma banda que encheu esta semana o Auditório Acácio Barreiros no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra, onde uma audiência literalmente dos oito (ou menos) aos oitenta anos (ou mais) acompanharam com uma assinalável boa disposição e aquilo que os artistas em palco definiram, afinal como o "verdadeiro espírito Dona Elvira", a actuação desta banda na apresentação do seu álbum de estreia, "Histórias e Segredos".

PUB

Composto unicamente por temas originais, todos cantados em português, este primeiro álbum dos Dona Elvira destaca-se pela sua essência de um trabalho em português, despretencioso mas com qualidade, capaz de agarrar quem o ouve pelos bons ritmos e as letras que ficam no ouvido. Isso mesmo ficou claro neste concerto no Centro Cultural Olga Cadaval, uma sala aparentemente pouco dada a um concerto de rock mas que esta banda e o público que ali se deslocou conseguiram em sintonia transformar num espaço ímpar em que todos foram claramente tocados pela música, a tal música que transmite o espírito dos Dona Elvira.

Para uma banda em que os seus elementos reconhecem ser tocados por muitas influências, todas a permitirem uma sonoridade própria, a música que acabam por produzir pretende tocar-nos a todos nós, permitindo que "Histórias e Segredos" sejam afinal histórias de todos por entre segredos mais pessoais que todos temos e que cada um é capaz de interpretar à sua maneira, emprestando os seus próprios segredos às músicas e às letras que nesta noite de 15 de Outubro último foram escutadas no palco daquela sala do Centro Cultural Olga Cadaval.

JC 52913JC 52910

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

JC 52911JC 52918

No arranque do concerto, as imagens no cenário da sala permitiam uma passagem pelos sentimentos e emoções que marcam o trabalho desta banda. Paixão, inconformidade, devoção, palavras que pretendem ser afinal a ligação à música que aí vem, dão o mote para as músicas de "Histórias e Segredos" interpretadas na voz de Paulo Lawson, acompanhado pela boa disposição vibrante de Tiago Caldeira nas vozes e guitarras, na força de António Oliveira na bateria, na tranquilidade de Francisco Durão nos teclados e vozes ou na imagem igualmente vibrante mas mais discreta de Sérgio Martins no baixo.

Tudo junto, esta banda conseguiu nesta noite em Sintra, a jogar em casa — os Dona Elvira são todos da zona da vila que é Património Mundial e que lorde Byron imortalizou —, dar conta de uma empatia imediata e generalizada com o público que a determinada altura esqueceu por completo o conforto deste auditório do Centro Cultural Olga Cadaval para cantar em pé e aplaudir a compasso cada uma das músicas desta banda. "Devoção", o tema que surge como o hino de apresentação dos Dona Elvira, mas também outras músicas ainda menos conhecidas mas que rapidamente agarram (e agarraram) o público, como "Mondadeira", tema em que foi mais visível a total "empatia" do público do Olga Cadaval com esta banda, ou até o suave "Houve um tempo", uma balada afinal ao jeito das bandas que apostam no rock mas não deixam de cantar romance e paixão.

JC 52917JC 52919

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

JC 52920JC 52924

Bem no interior do misticismo de Sintra, vila com tantos locais incontornáveis como o Castelo dos Mouros que não deixou de ser referido nos diálogos de Paulo Lawson com o público, a "Noite das Almas" caiu de forma lenta, bem ao jeito do "Anoitece devagar", dois dos temas deste trabalho dos Dona Elvira que se despediram dos seus fãs com um até já, consolidado por uma qualidade musical que deixa claro um futuro auspicioso para o qual será agora necessário a esta banda um salto para fora da sua zona de conforto. A qualidade está lá, a capacidade musical também e a capacidade de agarrar o público ficou provada uma vez mais nesta noite de Sintra como já antes tinha acontecido em pequenos concertos em salas da FNAC ou nas festas de Carcavelos que também acompanhámos durante o Verão.

Este concerto terminou com mais um "encore" e com todo o público a cantar em uníssono com os Dona Elvira, de quem se espera agora que sejam capazes de elevar o seu espírito, cantando outras histórias certamente aqui e ali recheadas de outros segredos.

texto: Jorge Reis
fotos: Jorge T. Carmona

JC 52929JC 52931JC 52960JC 52949JC 52953JC 52974JC 53964

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.